hyperfan  
 

Ultimate Liga da Justiça # 24

Por Igor Appolinário

Zumbido — Parte II
Enxame

:: Sobre o Autor

:: Edição Anterior
:: Próxima Edição
:: Voltar a Ultimate Liga da Justiça
:: Outros Títulos

Troy — Nova York

Em um palanque montado em frente a uma grande casa vitoriana, a sede do Culto de Korll, a grã-sacerdotisa Zazzalla e a Mulher-Maravilha, vestidas em longos mantos púrpura do culto, olham para a multidão de repórteres logo abaixo.

Bem-vindos! — ressoa a voz de Zazzalla pelo microfone, fazendo as pessoas logo abaixo se silenciarem — Este é um dia glorioso. A reunião divina que une as casas do Culto de Korll e o culto do Velho Mundo. Diana de Themyscira, a brava princesa guerreira de um mundo esquecido e perdido no tempo agora retorna aos braços do mundo monoteísta como a campeã de Korll, fortalecendo nossa crença de um mundo melhor para todos nós!

Milhões de pessoas gritam em polvorosa, inebriadas pelas palavras da grã-sacerdotisa, que se regozija com o clamor popular. Através do mundo as pessoas sorvem as palavras de Zazzalla, vibrando mais e mais.

Sede do Culto de Korll — Troy, NY

À distância, Batman e Átomo vêem a grande conferência se dissipar enquanto as duas mulheres e o resto dos integrantes do Culto de Korll entram na mansão vitoriana.

— O que aconteceu com ela, tovarisch? — se pergunta Átomo, observando Diana entrar na casa.

— Lavagem cerebral, alucinógenos químicos, coerção... várias formas de controle mental ainda em teste pelo governo americano. Ou a boa e velha traição.

— Não, não acredito que Diana nos trairia...

— Veremos...

Átomo se miniaturiza, entrando em um dos bolsos do cinto de Batman. Bruce se aproxima sorrateiramente da casa, entrando por uma das janelas do andar superior. Passando silenciosamente pelos corredores, o cavaleiro das trevas percebe que a mansão está vazia e estranha a situação.

— Existem dezenas de pessoas nesse lugar, e os cômodos estão vazios...

Algum nível subsolo secreto? — indaga Átomo pelo comunicador.

— É o mais provável. — diz Batman, olhando atentamente para uma parede. Ele pressiona um dos painéis de madeira e uma porta escondida se abre, revelando um elevador. Ele acessa os controles e faz o aparato descer, chegando a um nível mais abaixo do que o nível da rua, confirmando suas suspeitas. Assim que a porta se abre, Batman se vê em um grande salão, suas paredes cobertas de aparelhos de aparência alienígena, muito semelhantes àqueles de Gotham Heights. (*) Uma sala estéril, tecnológica e silenciosa.

Ele contorna uma grande coluna e se depara com uma cena inacreditável. Centenas de homens e mulheres, vestidos com o manto púrpura do culto, ajoelham-se aos pés de um grande trono ao fundo. No trono, Zazzalla recebe um cálice das mãos de Diana, que se senta ao lado dela, silenciosa.

— Em breve, minha adorada, nosso plano estará completo. E este novo reino superará a glória do magnífico mundo de Korll!

Os seguidores ficam em polvorosa. Batman tenta cruzar o salão sem ser visto, mas, assim que chega ao meio do caminho, Diana se levanta de seu pequeno trono e aponta para ele em meio à multidão.

— Intruso, majestade.

Batman parte em disparada, mas os seguidores do culto conseguem acompanhá-lo sem muito esforço. Ele chega ao fim do salão e fica encurralado. Usando um disparador, ele lança uma corda para o teto, mas, assim que começa a subir, ela é atingida por um disparo, se rompendo. Batman cai em meio à pequena multidão que se forma logo abaixo e é engolfado por ela.

Tovarisch, o que está acontecendo? Tovarisch!?!?

Washington, DC — EUA

Ali atrás, Super-Homem. Eles precisam de mais espaço.

Lanterna Verde e Super-Homem sobrevoam a capital dos Estados Unidos, contendo a multidão que se reúne nas ruas da cidade, apartando desentendimentos e providenciando cuidados médicos à população, enquanto decidem o que podem fazer para parar aquela loucura.

E se isso for uma comoção religiosa real? — pergunta Super-Homem pelo comunicador, olhando pensativo para o povo logo abaixo deles. Ao mesmo tempo, ele procura por sinais de artefatos alienígenas entres os participantes.

Super, me desculpe, mas mesmo que Deus desça aqui hoje, nós temos que dispersar essa multidão antes que alguém se mate aqui. — responde o Lanterna Verde, criando barreiras entre grupos hostis — Nós nem sabemos o que realmente este tal de Culto de Korll quer.

Você tem razão...

BOOM! BOOM! BOOM!

Diversas explosões em meio à multidão interrompem as divagações do herói. Super-Homem e Lanterna Verde mergulham e protegem o máximo de pessoas que podem dos destroços, afastando as pessoas do perigo imediato.

Lanterna Verde cria estruturas de contenção e abrigos, enquanto Super-Homem estanca no ar, olhando estupefato para algo além do campo visual de Jordan.

Super-Homem, eu preciso de você aqui!

Kyle, é ela! — diz Super-Homem, observando algo na estratosfera — Ela não está se movendo pra salvar as pessoas.

Kyle cria um telescópio e tenta encontrar o que Super-Homem observa. No limite entra os estratos atmosféricos ele vê a Mulher-Maravilha, usando uma estranha armadura tecnológica, parada entre as nuvens. De repente, ela desce em disparada, atingindo Kal-El em cheio.

KRAKOOM!!!

Os socos contra a face do kryptoniano ressoam sobre a capital estadunidense como trovões. Clark tenta defender-se sem ferir a colega fora de si.

— Diana, você tem que parar! Tem pessoas inocentes lá embaixo!

Patrick "Eel" O'Brien, o Borracha, recruta novato da Liga, assiste a cena terrível do confronto dos titãs modernos pelas telas da sala de monitoramento. Impotente, ele tenta contatar Batman, mas não consegue nenhuma resposta.

— Meu Deus! O que eu faço agora...?


Continua...


:: Notas do Autor

(*) Na edição anterior. voltar ao texto




 
[ topo ]
 
Todos os nomes, conceitos e personagens são © e ® de seus proprietários. Todo o resto é propriedade hyperfan.