hyperfan  
 

X-Men # 09

Por Eduardo Sales Filho

Na última edição: O Anjo é salvo dos Carniceiros por Kitty Pryde. E os X-Men decidem investir pesado contra seus maiores inimigos.

Apocalipse Now

:: Sobre o Autor

:: Edição Anterior
:: Próxima Edição
:: Voltar a X-Men
::
Outros Títulos

Egito — 04h36min

— Tem certeza que é esse o lugar, Ororo?

— O GPS indica que estamos nas coordenadas que Cable nos passou. A base de Apocalipse é naquela pirâmide.

A mutante de longos cabelos brancos aponta as ruínas do que um dia foi a pirâmide de Queuqa, um antigo sacerdote da região do baixo Nilo. Ororo checa seu relógio; em quatro minutos eles vão atacar. Mesmo não concordando com a nova abordagem dos X-Men, está decidida a fazer aquilo que o grupo julga necessário. Ao seu lado, Kurt Wagner, o mutante conhecido como Noturno, parece apreensivo. Por mais experiência que tenha nessa área, cada missão sempre representa um risco.

"Tempestade para Cable, estamos em posição." — pensa Ororo, usando seu elo mental com Cable.

A 350 metros dela, Nathan Dayspring dá uma última conferida no terreno. Kitty Pryde está ao seu lado, esperando apenas o sinal para atacar. Sobrevoando os dois, encontra-se o Anjo, deslizando pelos céus com graça e suavidade. Do alto da pirâmide, Wolverine e Colossus contatam Cable mentalmente, avisando que estão prontos. Sean Cassidy, o Banshee, passa voando baixo. Seu grito seria capaz de aterrorizar qualquer um, mas os X-Men sabem que este é o sinal que estavam aguardando para atacar.

Com um soco, Colossus derruba o teto da pirâmide e entra em uma enorme câmara vazia, seguido de perto por Wolverine. O mutante canadense toma a dianteira usando seus sentidos aguçados para farejar a localização de Apocalipse.

Tempestade usa seus poderes e raios caem dos céus destruindo a parede do lado leste da construção. Ela voa para a entrada, agora aberta, enquanto Noturno se teleporta para o mesmo local.

Com seus gritos sônicos, Banshee derruba a porta de entrada e depara-se com oito pessoas vestidas como os escravos do antigo Egito. Antes que tenham tempo para revidar, Sean já os deixa tontos com seus gritos, tornando fácil para o Anjo nocauteá-los quando passa por eles batendo suas asas.

Colossus e Wolverine

— Logan, acho que estamos sendo seguidos.

— Eu sei, Peter, e pelo cheiro é encrenca da grossa!

— De que tipo de encrenca estamos falando?

— Do tipo com fios e engrenagens.

— Ah, não! Robôs de novo? Esses vilões poderiam ser um pouco mais criativos...

— Hoje em dia é difícil achar comparsas confiáveis, logo os robôs são a melhor op...

Antes de conseguir completar sua frase, Wolverine é atingido por um disparo esmeralda que o atira contra a parede. Colossus corre em socorro de seu amigo e, após confirmar que Logan está bem, olha em volta para descobrir o que os atacou. Surgindo das sombras atrás deles, quatro andróides cercam os mutantes. Apesar de seu tamanho, os autômatos se movem com velocidade espantosa.

— Colossus, arremesso especial!

Com a ordem de Wolverine, Piotr Rasputin pega seu camarada e, como se este fosse uma bola de basquete, lança-o contra um dos robôs. No ar, Logan ejeta suas garras e atravessa seu adversário, partindo-o em dois.

Colossus avança, desvia-se de um disparo e soca o andróide a sua esquerda. Sua mão afunda no corpo metálico e atinge o centro de força do autômato, deixando-o incapacitado. Antes que os demais possam reagir, Piotr ergue a carcaça mecânica sobre sua cabeça e a atira contra os dois robôs restantes.

— Tudo bem aí, garoto? — pergunta Logan, que estava apenas observando Colossus lutar.

— Eu estou bem, mas por que você só ficou aí olhando? — Piotr parece inconformado.

— Tu não precisava de minha ajuda, além do mais fazia tempo que eu não te via em ação. Ainda sabe as manhas, hein? — Wolverine sorri — Agora vamos nessa, os outros já devem estar quase na câmara central. — e com isso, os dois mutantes desaparecem nos longos corredores que levam para o subsolo.

Noturno

No lado leste da pirâmide, Kurt Wagner luta contra dez oponentes humanos. São os seguidores de En Sabah Nur: para eles, Apocalipse é um deus e ninguém irá convencê-los do contrário.

"Não devia ter mandado Ororo seguir em frente sozinha." — pensa Noturno — "A claustrofobia dela pode ser um perigo em uma situação dessas."

Saltando de um lado para o outro, Noturno soca seus adversários no caminho. Após cada soco, se teleporta instantaneamente para perto de outro adversário e repete o processo. Os escravos de Apocalipse ficam atordoados, nunca haviam enfrentado um demônio azul e que se movimentasse tão rápido. Suas armas são ineficazes, pois sempre disparam no vazio deixando pelo mutante após o teleporte. Em 55 segundos, todos os humanos estão caídos ao chão. Kurt confere se não há mais ninguém o seguindo e parte pelo mesmo corredor em que Ororo desaparecera instantes atrás.

Anjo e Banshee

Os corredores ficaram estreitos demais para as longas asas de Warren Worthington III. O Anjo agora caminha em direção ao centro da base com Banshee ao seu lado.

— Perdi contato telepático com Cable, não sei onde estão os outros.

— Apocalipse deve ter algum dispositivo que bloqueia telepatia em sua base. Ele sempre gostou de estar preparado para tudo. — a amargura na voz do Anjo faz Banshee pensar a que ele estaria se referindo, mas antes que possa se aprofundar no assunto, chegam a uma enorme porta de aço que com certeza não foi colocada ali pelos antigos egípcios.

— Acho que esta é a entrada da câmara principal.

— Ao menos uma delas, devem haver outras.

— Afaste-se, Warren. Vou usar meu grito sônico para derrubar a porta.

Sean Cassidy inspira e dispara seu grito. O barulho ensurdecedor deixa seu parceiro atordoado, mas a porta não cede. Após alguns minutos, Banshee é interrompido por Warren, que gesticula furiosamente pedindo que ele pare.

— Parece que seu grito não funcionou, é melhor deixar isso comigo. — o Anjo começa a revirar os bolsos do uniforme, tirando objetos que Banshee reconhece instantaneamente.

— Explosivo plástico? Onde você arrumou isso?

— Cable e eu achamos que poderia ser necessário numa missão como esta.

— Desde quando você e Cable concordam com o modo de agir nas missões?

— Desde que passei a enxergar as coisas como ele, que estamos em uma guerra e não em um seminário a favor da causa mutante. Agora é melhor se afastar, aqui tem explosivo suficiente para matar uma manada de elefantes.

Banshee afasta-se até uma curva no corredor e observa seu parceiro colocar as cargas de explosivos em pontos específicos da porta. Ele se questiona como Warren pode ter mudado tanto em tão pouco tempo. De todos os X-Men, o Anjo foi um dos que mais perdeu na luta pelo sonho, mas Sean nunca o viu tão amargurado assim.

Depois de assentar o último pedaço de explosivo plástico, Warren vai ao encontro de seu amigo e começa uma contagem regressiva usando apenas os dedos. Quando sua mão se fecha três segundos depois, os mutantes sentem o impacto da explosão antes mesmo de ouvir o barulho. Uma nuvem de poeira varre o corredor velozmente. Usando sua visão aguçada, o Anjo olha na direção da porta e faz sinal de positivo. O obstáculo foi vencido, e os dois partem em direção à câmara principal, o refúgio de Apocalipse.

Cable e Kitty Pryde

Nathan Dayspring já invadiu muitas bases, de diversas maneiras, mas nunca fez isso nadando através de rocha sólida. Até agora. Segurando sua mão está Kitty Pryde. A jovem mutante usa seus poderes para mantê-los intangíveis durante a travessia.

Os dois ficam mergulhados na escuridão do solo por tanto tempo que, quando finalmente aparecem dentro da pirâmide, seus pulmões ardem, pedindo por oxigênio. Ao olhar em volta, Cable percebe que estão exatamente onde ele queria, o centro da pirâmide. Uma enorme sala, com mais de duzentos metros de extensão. Vários fios saem de uma espécie de sarcófago no centro do cômodo e se prolongam até quatro máquinas localizadas em cada extremidade da sala.

— Como eu suspeitava. Apocalipse está em seu sono reparador.

— Isso não é meio, digamos assim, feminino?

— Na verdade, Kitty, funciona mais como uma hibernação. Apocalipse não come e não bebe. Seu corpo não processa matéria a base de carbono. Uma vez por ano ele precisa se recarregar. Para isso criou essas máquinas, que o alimentam diretamente com energia, extraída do núcleo do planeta.

— Como você sabe tanto sobre ele?

— A melhor maneira de derrotar seu inimigo é sabendo tudo sobre ele. Agora vamos, temos que explodir este lugar de uma vez.

— Não acha um pouco vilanesco fazer isso enquanto o cara dorme?

— Acha que ele teria este tipo de escrúpulos com você? Acredita que Apocalipse não mandaria a Mansão X pelos ares só por que é noite e todos estão dormindo?

Kitty Pryde não responde. Ela odeia admitir, mas Cable tem razão.

Os X-Men

Quando ainda está depositando os explosivos nas máquinas, Cable percebe a aproximação de alguém. Esconde-se e já está pronto para atacar quando vê Ororo entrar na sala.

— Tempestade, bom te ver aqui. — sorri.

— Cable? Vocês chegaram rápido, não? Onde estão os outros?

Antes que possa responder, Nathan ouve as vozes de Colossus e Wolverine. Logo em seguida, os dois mutantes se juntam ao grupo. Noturno aparece dois minutos depois.

— Quase todos aqui agora. — pondera Cable — Onde se meteram Warren e Sean?

— Bem aqui. — o Anjo está coberto de poeira. Suas asas, sempre brancas e brilhantes, apresentam-se cinzas, bem como sua pele outrora azul.

— Hum... — diz Wolverine — Parece que você teve problemas para chegar aqui, xará.

— Foi mais fácil do que aparenta. — responde o Anjo — Acredite.

— Chega de conversa mole, vamos acabar logo com isso. — Cable retira explosivos da sacola que traz em seu ombro e os distribui entre seus colegas — Espalhem isso pela sala. Coloquem em tudo que pareça importante ou que sirva para sustentar este prédio.

Os X-Men espalham-se, plantando as cargas em vigas, pilastras, equipamentos eletrônicos e mecânicos. Alguns se questionam se deveriam estar fazendo isto, desta maneira, mas todos já foram longe demais para desistir agora.

Antes que terminem com os explosivos, as máquinas a seu redor começam a emitir luzes e ruídos. O sarcófago onde Apocalipse dorme é engolido por uma comporta que se abre abaixo dele. Cable corre em sua direção, mas quando chega à cratera já é tarde demais. Trilhos abaixo indicam que alguma espécie de trem parece estar levando Apocalipse para bem longe deles naquele momento. Quando se prepara para seguir o vilão, Nathan sente um calor crescente vindo de baixo dos seus pés. Antes de ver, já sabe do que se trata. Lava vulcânica.

Cable salta e corre em direção aos demais X-Men. As explicações se tornam desnecessárias quando um jorro de magma atrás dele deixa todos a par do perigo. Os mutantes correm em direção a uma das portas. Nathan pega o detonador e segue com seus amigos. O calor beira o insuportável enquanto eles fogem. Um rio de lava os persegue furiosamente, destruindo tudo em seu caminho.

Banshee voa rapidamente, abrindo caminho nos corredores. O Anjo vem logo atrás, com Kitty Pryde em seus braços. Lince Negra deixa os dois intangíveis, possibilitando a Warren usar suas longas asas em um corredor estreito. Wolverine e Colossus correm lado a lado. Apesar do tamanho diminuto, o mutante canadense é muito mais rápido que o russo. Noturno faz uma série de teleportes, mantendo-se sempre no meio do grupo. Tempestade voa atrás deles. Tentando não pensar em sua claustrofobia, Ororo flutua nos ventos a seu comando. Fechando a fila está Cable, que corre tentando alcançar os demais.

"X-Men, preparem-se para o impacto! Se eu não detonar essas bombas agora seremos tragados pela lava!" — as palavras de Cable tocam a mente de todos. O que quer que estivesse impedindo o uso da telepatia antes, já deve ter sido derretido pelo magma.

A explosão projeta uma onda de choque que atinge Cable em cheio. Ele cria um escudo telecinético para se proteger, mas não é rápido o bastante. Uma parte do teto cai sobre ele, soterrando-o. Noturno percebe o que aconteceu, teleporta-se para junto de Nathan e de lá teleporta ambos para a entrada, que agora já podia avistar.

Do lado de fora, os X-Men observam a antiga pirâmide ruir, barrando o avanço da lava e destruindo qualquer vestígio do laboratório de Apocalipse.

— Parece que nossa missão está comprida aqui. — diz Tempestade.

— Mas Apocalipse escapou. — lembra o Anjo.

— Eu sei, porém duvido que ele vá se recuperar rapidamente deste nosso ataque. — continua ela — Ainda não sei se gosto do que fizemos, mas ao menos conseguimos manter ele fora de ação por mais algum tempo.

— Esse foi apenas nosso primeiro alvo, espero que na próxima tenhamos mais sucesso. — Anjo dispara um olhar de ódio para as ruínas. Tempestade percebe, e cada vez mais se preocupa com o comportamento do seu amigo.


A seguir: Os X-Men vão a Nova Orleans enfrentar Sinistro. E ainda, a volta de Gambit.


:: Notas do Autor

Depois de mais de um ano, os X-Men estão de volta ao Hyperfan! Espero que desta vez para sempre. :-)
Escrevam, comentem, elogiem, critiquem. Sua opinião é realmente importante para nós, escritores.



 
[ topo ]
 
Todos os nomes, conceitos e personagens são © e ® de seus proprietários. Todo o resto é propriedade hyperfan.