hyperfan  
 

Flash # 06

Por Rodrigo 'Camatz' Nunes

Relâmpago é a luz intensa e rápida produzida pela descarga elétrica entre duas nuvens, e que, geralmente, precede o ruído de um trovão. *

É controlado pelo martelo sagrado de um deus nórdico...

É capaz de transformar uma criança escolhida no mortal mais poderoso da Terra...

É o símbolo do mais veloz ser humano vivo...

Relâmpagos e Trovôes
Parte II

:: Sobre o Autor

:: Edição Anterior
:: Próxima Edição
:: Voltar a Flash
::
Outros Títulos

"Os policiais e bombeiros fazem o que podem. As ruínas bloqueiam a maioria das passagens para os andares superiores do edifício. Eles são corajosos, mas não fortes e rápidos o bastante para sobreviverem a uma luta de pesos superpesados".

"Lá dentro, o poderoso Thor, vingador e divindade nórdica, que seria entrevistado pelo jovem repórter Billy Batson, enfrenta o Homem-Absorvente, que pretendia, sem lograr êxito, fazer refém toda a equipe da Rádio WHIZ, em Fawcett City, até que libertassem sua amada, Titânia."

"Se antes o casal de vilões já era perigoso, após o que chamamos de Vingança do Submundo ele passou a enfrentar em pé de igualdade os mais fortes heróis." **

"Os homens da lei estão impotentes diante da situação. Mas não eu, Wally West, o Flash, o homem mais rápido do mundo."

Dentro da Rádio WHIZ

O Homem-Absorvente e Thor travam uma batalha que aparenta não ter fim. Pedaços enormes de concreto caem do teto. O vilão carrega consigo um bracelete com tiras de diversos elementos. Com um simples toque, seu corpo muda completamente. Sua maça, souvenir dos tempos de prisão, já está longe, resultado de um disparo mal sucedido.

As faíscas de metal contra metal cegariam qualquer pessoa normal. Estar próximo daquela luta seria suicídio. Totalmente em adamantium, ele soca o rosto do deus, enquanto recebe uma martelada no abdômen. A troca de golpes faz os dois se afastarem, mas não pararem.

— Eu, primogênito daquele que tudo vê, digo-te, vil ser, tua derrota é questão de tempo!

— Não tenho medo do seu palavrório, Thor. Destruirei qualquer um que se fique no meu caminho e queira me afastar de Titânia.

E então eles recomeçam. De vez um quando, um raio cai no Mjolnir, o martelo sagrado do vingador. Mesmo sem entender o motivo, o combatente não pára. Afastado e escondido do palco da grandiosa e demolidora briga, se encontra Billy Batson. Ele repete diversas vezes a palavra mágica que o transformaria no Capitão Marvel:

— Shazam!

Mas nada acontece. Por algum motivo fora de sua compreensão, os raios místicos são desviados. Ignorando o perigo que corre, como qualquer adolescente, ele sai à procura do que está puxando as descargas elétricas.

Nas escadarias

"Encontro uma mulher quase no último andar. Ela está grávida. Pelo tamanho da barriga, grande e bonita, deve estar por volta do sexto mês de gestação. A cena me choca. As pernas estão totalmente soterradas. Sua testa tem um corte grande, por onde o sangue sai, formando uma poça cada vez maior. Ela está inconsciente, com os braços envolvendo o próprio corpo."

"Talvez tenha caído desse jeito. Mas então entendo o instinto materno: foi uma tentativa de salvar seu filho ainda não nascido. De alguma forma, antes de cair, ela tentou proteger aquilo que lhe era mais importante. Numa estranha comparação, penso que o motivo dessa confusão é o mesmo: salvar aquele que é amado. Ninguém, nem mesmo um criminoso, está a salvo desse sentimento."

"Envolvo-a nos meus braços. Um dos deveres como membro da Liga da Justiça é tomar aulas de primeiros-socorros. Procuro evitar agravar qualquer lesão. E corro até o térreo, onde uma equipe de paramédicos me aguarda. Alguns pensam que nós, heróis, nos acostumamos às tragédias, ao enfrentarmos gente como a Gangue da Injustiça ou o Barão Zemo. Mas nunca é fácil ver pessoas feridas ou mortas. Cada vida daquelas é preciosa. Cada um teve seus amigos, suas manias, seu modo de sorrir. Alguns não poderão tê-los de volta."

"Coloco as mãos sobre meus joelhos e respiro por alguns segundos. Não há tempo para descansar. Meio minuto depois já estou de volta à procura de sobreviventes, aguardando a chegada do Capitão Marvel, herói da cidade, e rezando para que isso acabe logo."

De volta à batalha

Desviando-se como pode dos desabamentos sucessivos, Batson chega a alguns metros de onde os dois meta-humanos se confrontam. Nenhum dos dois parece estar vencendo, muito pelo contrário. Ambos estão cansados.

— A fúria do senhor dos trovões não conhece limites. Envergonha-te e treme diante da tempestade que se aproxima. — diz Thor.

Sem se conter diante do discurso, o Homem-Absorvente avança sobre o loiro e musculoso vingador. O asgardiano então gira seu martelo, cada vez mais rápido. O som é ensurdecedor. Nuvens se chocam umas contra outras. O céu escurece e uma chuva violentíssima começa a cair, personificando toda a ira de seu senhor. Relâmpagos e trovões se sucedem no horizonte...

Billy, com os olhos fechados, as mãos juntas e dedos entrelaçados, resolve tentar novamente a transformação, falando repetitivamente:

— Shazam! Shazam! Shazam! Shazam!

Todos os raios caem no Mjolnir, fazendo brilhar o corpo daquele que o empunha. Com uma face transtornada e assustadora, indomável como os vikings, Thor grita:

— Sinta toda a cólera do filho do norte!

Sobrecarregado pela ajuda mágica, o martelo dispara uma única rajada bem no meio do peito do Homem-Absorvente, que cai, desmaiado. Uma palavra, logo após o golpe, chama a atenção do Deus do Trovão:

— Shazam!

E um último relâmpago desce do céu.

"Chego no andar da batalha quando tenho certeza de que não há mais ninguém no prédio. Infelizmente, não vi Billy Batson. Já o salvei uma vez e espero que ele esteja bem agora." ***

"Qualquer fotógrafo venderia a alma para registrar a cena que vejo. O corpo inerte, porém vivo, do Homem-Absorvente jaz no chão, soltando fumaça, como se uma bomba tivesse explodido bem na sua frente. O Capitão Marvel está em pé, com os punhos fechados na cintura, capa bailando no vento, uniforme limpo com o símbolo do raio brilhando no tórax e um sorriso com dentes brancos e olhos cerrados. Ele adora ficar assim... Thor está uma lástima. Os cabelos longos encharcados escorrem pelos ombros, sua roupa está um farrapo e seu rosto demonstra um cansaço agoniante."

— Pelas barbas de meu pai e as mil pragas do Ragnarok! — resmunga o asgardiano — Só agora, finda a batalha, é que tu me apareces?

No dia seguinte

"Thor estava realmente em fúria. Hoje a gente já nem sabe de que lado estão certos cabeludos tipos estereotipados. (****) Os Vingadores serão processados pelos danos causados. Eles não estão com muita sorte ultimamente."

"Dina Silver, a grávida, e o bebê que espera, vão sobreviver, mas ela nunca mais vai andar. É sempre assim, uns com tanto e outros com tão pouco. E ela ainda estava feliz com as notícias. Tem gente que passa a vida inteira travando a inútil luta com os galhos sem saber que é lá no tronco que tá o curinga do baralho." (****)

:: Notas do Autor

* De acordo com o Dicionário Aurélio.
** Durante a saga A Vingança do Submundo, o demônio Neron ofereceu poderes e outros pedidos em troca de almas. Muitos vilões e alguns heróis aceitaram a proposta. Entre eles, Circe, Sr. Frio, Titânia e Homem-Absorvente.
*** Isso aconteceu em Shazam 12, publicada pela Editora Abril (outubro/1997).
**** Trechos da música As aventuras de Raul Seixas na cidade de Thor, de Raulzito.



 
[ topo ]
 
Todos os nomes, conceitos e personagens são © e ® de seus proprietários. Todo o resto é propriedade hyperfan.