hyperfan  
 

Homem-Aranha # 28

Por Eduardo Regis, sobre um plot de Eduardo Regis e Conrad Pichler

A Oportunidade Faz o Mais Forte

:: Sobre o Autor

:: Edição Anterior
:: Próxima Edição
:: Voltar a Homem-Aranha
:: Outros Títulos

O Homem-Aranha cai de joelhos no chão do telhado. A bala atravessou seu corpo deixando um grave ferimento. A perda de sangue esvai suas forças impiedosamente.

Os policiais começam a se mobilizar para prendê-lo. Para eles, parece a oportunidade perfeita para pegar o aracnídeo. Imobilizá-lo ferido será muito mais fácil.

Em todos os seus anos na corporação, o oficial Doug nunca havia chegado tão perto de um super-herói. No entanto, agora ele parece ser o único com ousadia para algemar o aracnídeo. Doug pega suas algemas e vai para trás do Homem-Aranha.

— Agora é só algemar e...

Repentinamente acontece uma explosão. Um dos helicópteros da polícia começa a cair rapidamente. Todos os policiais olham para o aracnídeo, assustados.

— Como diabos ele fez isso? — Doug se pergunta enquanto se afasta do herói.

Um zumbido ensurdecedor toma conta da cena, e junto dele uma voz distorcida:

Ninguém rela um dedo no aracnídeo! — a voz ecoa da escada de incêndio do prédio. Em poucos instantes, o Shocker aparece no telhado.

Eu mando aqui agora, e eu vou acabar com a raça desse desgraçado! — o vilão aponta seus pulsos, equipados com os braceletes vibratórios, para os policiais. — Morram! — uma onda de vibração atinge a maior parte dos policiais, jogando vários dos homens prédio a baixo, inclusive o oficial Doug. Os atiradores e policiais restantes abrem fogo contra o Shocker, mas as balas ricocheteiam em seu uniforme, graças à vibração em alta velocidade.

Eu não posso ser derrubado por balas, seus burros!

— Shocker, seu lunático...— o aracnídeo balbucia.

— Cala a boca que você já era! — o vilão pisa no peito do Aranha e continua a atirar suas ondas de choque nos policiais e nos helicópteros ao redor.

Embaixo, na rua, uma multidão se forma para acompanhar a confusão nos arranha-céus de Nova Iorque e mesmo sem conseguir ver muita coisa, o público está formado.

Shocker pisa mais forte no peito do Homem-Aranha.

— Você me sacaneou o quanto pode, sempre fazendo piadinhas e me fazendo passar por idiota. Você não tem idéia da felicidade que eu senti quando eu ouvi no rádio que você estava encrencado por aqui. Não resisti, vim te dar uma mãozinha... — o bandido agarra a cabeça do aracnídeo com suas mãos e arranca a máscara, jogando-a prédio abaixo.

— Não! — com a pouca força que lhe resta, o Homem-Aranha esconde seu rosto com uma mão e empurra o Shocker para trás com a outra. Rapidamente, ele começa a cobrir seu rosto com teia.

A máscara do Homem-Aranha cai em direção a um beco. Porém, antes que ela toque o chão, a mão de uma mulher a agarra.

— Não vai adiantar cobrir o rosto com teia! Aliás, pensando bem, até que foi uma boa idéia. Vou adorar arrancar essa teia da sua cara na base da pancada! — o Shocker continua repelindo balas, atiradas pelos franco-atiradores, enquanto caminha na direção do Aranha, que se arrasta para longe dele.

— Hoje é o dia da caça, aracnídeo. Hoje, mato você e entro para os livros de história. Sabe, eu tinha aquela coisa toda... aquela paranóia, princípios. Besteira! Eu andei pensando e cheguei à conclusão que preciso me livrar dessa barreira! — ele aponta suas armas vibratórias para o herói. — Aí, resolvi que você deveria ser o primeiro. O primeiro assassinato do Shocker!

— E quanto aos policiais que você acabou de jogar do prédio? Seu louco! Louco! Argh.. — o aracnídeo aponta para os policiais que restaram, paralisados de medo.

— Casualidades. Nada como a sua morte será! — Shocker responde em tom eufórico.

— Tem algo...urgh...— o Aranha sente uma pontada de dor e quase desmaia — argh..argh...tem algo muito errado com você, Herman.

— Tudo o que há de errado comigo neste mundo vai acabar agora! — o Shocker vai aproximando seus pulsos do herói. — Seu cérebro vai escorrer pelos ouvidos, Aranha!

Muitos helicópteros de TV começam a circundar o prédio e desviam a atenção do Shocker. Aproveitando-se disso, o Homem-aranha salta para longe, usando um pouco de força que conseguiu reaver graças a sua resistência sobre-humana.

— Não! Não! — o Shocker começa a atirar ondas vibratórias no aracnídeo.

Desastradamente, o Aranha se desvia. Ele não conta mais com seu sentido-de-aranha, só com o pouco que lhe sobra de sua agilidade. Ao terminar uma seqüência de saltos, estica seu braço para lançar um fio de teia, mas as dores da bala aliada aos estranhos efeitos que já vinha sentindo o fazem perder o equilíbrio. Ele é atingido em cheio por um golpe do vilão. O Aranha voa e cai se arrastando pelo chão. Seu grito de dor ecoa pelos prédios.

Os holofotes da TV se concentram na cena, as câmeras dão "zoom", apreensivas pelo desfecho.

Agora, você vai virar geléia! — Shocker amplifica sua voz.

— Acho que não. Só eu posso dizer essas coisas feias pro meu ex-namorado. — Felicia Hardy , a Gata Negra, aparece acertando um chute que joga o Shocker para longe do Homem-Aranha.

— Isso aqui é seu, querido. — ela joga para o aracnídeo a máscara que ele havia perdido e salta em direção ao vilão.

— Agora somos eu e você, que tal? Sem se animar muito, prefiro os tipos com anéis energéticos verdes alienígenas! Eles têm uma pegada bem melhor! — Felicia dá um chute no estômago do Shocker.

— Vadia! — o vilão dispara um raio vibratório que acerta em cheio a Gata Negra.

— Achou que seria fácil derrotar o Shocker? Todos acham que eu sou um palhaço! Eu não sou um palhaço!

Felícia se recupera e ativa as garras retráteis de suas luvas.

— Vamos ver o que acontece quando eu rasgo o uniforme protetor desse babaca! — ela avança contra o Shocker e aplica um golpe, rasgando o uniforme do vilão na altura do peito.

— Você nem vai começar a fazer isso! — o Shocker encosta os dois pulsos em Felicia e dispara. Ela é arremessada a muitos metros e cai se contorcendo.

— Gata! Gata..— o gosto de sangue sobe à boca do Aranha , ele se engasga.

— Seu corno! — Felicia dá um salto repentino e acerta um golpe na cara do Shocker, rasgando sua máscara e fazendo o sangue jorrar.

— ARGHH! Meu nariz! Você arrancou um pedaço do meu nariz! — o vilão cai com as mãos no rosto, desesperado. — Você me deformou, sua alucinada!

— Eu acho que devo ter até melhorado essa sua cara de idiota! — Felícia sorri, mas leva as mãos ao estômago, ainda sofrendo com o golpe de Shocker.

— Sabe, eu tinha um presente guardado para o seu casinho, mas vou dá-lo para você também! — o Shocker se levanta e mira as duas armas vibratórias para a Gata Negra — Prove um pouquinho do meu poder máximo! — as armas no pulso do Shocker começam a vibrar muito, fazendo um som ensurdecedor.

A Gata Negra tapa os ouvidos em agonia. O zunido aumenta mais e mais. Os repórteres e policiais ao redor também começam a sentir os efeitos.

Na hora em que o Shocker dispara dois poderosos raios em direção à Gata Negra, o Aranha lança um fio de teia em seus braços e os desvia para o lado. Com o esforço, o aracnídeo desmaia. Os raios de Shocker atingem o prédio ao lado, fazendo um tremendo estrondo e destruindo a parede de dois ou três andares. Se tivesse atingido Felícia, certamente teria sido o fim dela.

Felícia olha boquiaberta para o estrago causado pelo vilão.

— Você teve sorte dessa vez, Gata Negra. Não espere ter sorte da próxima! — Shocker dispara uma rajada em direção a vigilante, porém, ela desvia.

— Eu vou arrancar as suas orelhas por essa! E o Aranha não é meu casinho, ele é meu ex-casinho, seu ignorante! — a Gata Negra agarra o Shocker e arranca sua máscara, revelando o rosto transtornado e enfurecido de Herman Schultz.

— Ao contrário do seu amigo aracnídeo, eu não temo que vejam meu rosto! Todos sabem que Herman Schultz é o Shocker! — os dois caem e rolam pelo chão.

— Pode deixar que eu me encarrego de deixar você irreconhecível! — Felícia encosta suas garras no rosto do Shocker, mas aplica o golpe no peito, rasgando mais o uniforme.

Arghhhhh! Mulher, você vai pagar muito caro! — ele desfere um soco na Gata Negra, e ela o larga. Os dois se levantam e se encaram.

— O que vai ser? Eu corto seus bagos, ou seus dedos? — a Gata ameaça.

— Acho que vai ser você estatelada lá no chão da rua! Uma boa manchete para o Clarim amanhã. — Herman levanta as armas vibratórias.

Os dois ficam parados por alguns segundos. No mesmo instante, Shocker e a Gata Negra atacam. Felícia se desvia da rajada de ondas de choque e crava suas garras nas costas de Shocker, ela o agarra e o arremessa contra a porta da escada interna do prédio. O vilão bate com a cabeça na porta e cai desmaiado.

— Ufa! Até que enfim esse idiota foi a nocaute! Ele não estava tão fácil quanto antes, não é Aranha? — Felícia se vira para o Homem-Aranha, mas ele não responde. — Aranha? — ela corre até o aracnídeo e o pega nos braços.

— Pete, acorda! Acorda! Droga! — a Gata se desespera ao ver a poça de sangue no chão e o ferimento no peito do herói. Rapidamente ela o coloca nos ombros e atira um gancho para um prédio próximo.

"Vamos procurar ajuda, Pete. Não se preocupe."

Forest Hills — Queens, casa de Anna Watson...

Mary Jane acaba de ver seu marido sendo levado aparentemente desmaiado pela Gata Negra. Seus olhos se enchem de lágrimas.

— Esse Homem-Aranha, sempre fugindo da polícia. Sempre se metendo em encrencas. Eu bem que dizia para o Peter parar de tirar fotos dele. Ainda bem que o simpático Paul Grant ofereceu aquela vaga a ele. Fico mais tranqüila.

— É verdade, May. Esse Homem-Aranha é um monstro. -Anna Watson concorda.

A pequena May chora um pouco e M.J. começa a niná-la.

— O que você acha, Mary? — tia May pergunta.

— Acho que ele faz o que pode, mas que não tem sido o suficiente.

Notando a frieza na resposta de Mary Jane, Tia May se aproxima e a abraça.

— Minha filha, você está chateada por causa da briga com Peter. Não se preocupe. Vocês logo vão se acertar. Olhe só, vocês fizeram uma coisa maravilhosa, uma menininha linda. Vocês se amam tanto. Não consigo pensar em nada que possa ser ruim o suficiente para superar isso.

Mary Jane olha para a Tia May e olha de volta para a televisão no exato momento em que aparece uma gigantesca foto do Homem-Aranha.


Continua na próxima edição.




 
[ topo ]
 
Todos os nomes, conceitos e personagens são © e ® de seus proprietários. Todo o resto é propriedade hyperfan.