hyperfan  
 

Justiça Jovem # 10

Por Josa Jr.

A Ira de Khan

:: Sobre o Autor

:: Edição Anterior
:: Próxima Edição
:: Voltar a Justiça Jovem
::
Outros Títulos

Por anos, a criatura conhecida como Kozar manteve-se passiva em relação à presença daqueles estranhos cachorros humanóides do planeta G'Newt. E teria continuado assim, se Lorde Mangá Khan nunca surgisse em sua vida. Khan fez uma proposta irrecusável para o inseto gigante e intelectualóide.

— <<Sou Lorde Mangá Khan!!>> *

— <<Não grite, por favor.>>

— <<Desculpe, é um velho hábito. Tenho uma proposta irrecusável para você.>>

— <<Eu aceito.>>

— <<Mas eu nem fiz a proposta!>>

— <<Se é irrecusável, como poderei recusar?>>

— <<Bem, tenho uma proposta para você.>>

— <<E qual seria?>>

— <<Se você me ajudar a pegar a estátua de G'nort e matar aqueles malditos cães...>>

— <<Não posso fazer isso, eles são parte do ecossistema de G'newt, logo...>>

— <<...você receberá a última edição da Enciclopédia de Uk, com novos verbetes e 20 volumes sobre filosofia.>>

— <<Eu aceito.>>

— <<Não disse que era irrecusável?>>

— <<Não disse que eu não iria recusar?>>

Em menos de dez minutos, Mangá e Kozar atacaram Moitasseca, capital de G'newt, destruindo várias casas, dois hospitais, o prédio do governo e, para horror dos cidadãos, a melhor pizzaria local. Felizmente, a Justiça Jovem estava saboreando o tradicional rodízio de pizzas de ração no momento da investida de Khan e se organizou para um contra-ataque ao comerciante espacial, montado em seu novo aliado.

— Atenção, pessoal! Gladiador, Superboy, Mary, Cassie, concentrem-se no Lorde Mangá e tentem derrubá-lo...

— Ei! Porque você não me chama pelo codinome?

— Quando eu terminasse de falar "Garota-Maravilha", o Khan já estaria em Nova Gênese.

— Hmpft.

— Continuando... eu, Besouro, Impulso e Flechete vamos cuidar da criatura, ok?

— Ok, Robin! Justiça será servida!

— Flechete, eu já disse para não usar esse grito de guerra.

Enquanto Impulso tenta socar o monstro com supervelocidade, a arqueira lança algumas de suas flechas especiais, mas nada consegue ser eficaz contra o monstro. Besouro Azul e Robin tentam dar alguns chutes e socos na criatura, mesmo em vão.

No alto, os heróis voadores tentam atingir Khan, mas a cabeça de Kozar, onde o vilão se encontra, move-se rapidamente, desviando-se de qualquer ataque dos heróis. Até que, prevendo a movimentação do inimigo, Gladiador Dourado consegue atingir Lorde Mangá com um raio certeiro, fazendo Khan despencar no solo.

Nova York. Hoje

Abel Tarrant vem caminhando por seu bairro, enquanto mastiga o chiclete que acabou de comprar num mercado. Carregando seu saco de compras, ele mal se lembra de sua antiga carreira. Atualmente, sua maior preocupação é cumprir a cota de peixes para que o senhor Vandelay pague bem seu salário. Enquanto carrega o pacote com um dos braços, os dois completamente tatuados, Abel procura a chave em seu bolso, assim que avista sua casa.

Só então ele percebe que há alguém esperando por ele no terraço de sua residência. Procurando algo em sua bolsa, o homem baixinho e careca** assobia alguma coisa, fingindo não perceber a aproximação do dono da casa. "Droga! Mais um missionário!", pensa Tarrant, se esforçando ao máximo em parecer simpático ao inconveniente visitante.

— Bom dia. O senhor é Abel Tarrant?

— Sim, em que posso ajudá-lo?

— Na verdade, eu irei ajudá-lo... — O sujeito retira de sua bolsa uma arma e aponta para Abel.

— Desculpe, mas eu não estou interessado em um secador de cabelo.

— Por que não... Tatuado?

— Como você sabe... Arghhh!

O ex-vilão conhecido como Tatuado desmaia logo que o aparelho o atinge com uma poderosa descarga de energia. O careca coloca a arma de volta em sua bolsa e sorri, satisfeito por tudo correr bem.

— Alô, eu gostaria de falar com Helena Sandsmark.

— Sou eu mesma, quem gostaria?

— Meu nome é Bonnie King Mikees, acho que você não me conhece...

— Realmente, não. Você é vendedora?

— Não, não! Sou mãe da Cissie, ou Flechete. Achei esse telefone novo na geladeira e imaginei que seria da...

— Ah, conheço sua filha de vista! Eu sou mãe da Garota-Maravilha!

— Mãe de quem?

— Da Cassie.

— Ah, sim... então liguei para o lugar certo. Cassie é a amiga heroína da Cissie, certo?

— Certo, mas por que me ligou? Algum problema? Eles morreram em missão? Oh, meu Deus! Eu já tava cheia de problemas com esses malditos deuses gregos e você...

— Não! Por favor, a minha Cissie é muito competente para morrer tão rápido. Eu queria saber se sua filha te informou aonde é a missão atual da JJ...

— Não... Você sabe?

— Não, é que eu queria levar uma emissora de TV, mas deixa pra lá... Qualquer coisa me avise, tudo bem? Tchau!

— Hã... claro... tchau!

"Que mulher maluca! Mas a Cassie me paga! Castigo por duas semanas ininterruptas! Pode ter certeza!", pensa uma furiosa Helena Sandsmark, enquanto destrói seus óculos em cima da mesa.

"Que mulher maluca! Mas a Cissie me paga! Ronda noturna por duas semanas ininterruptas! Pode ter certeza!", pensa Bonnie King Mikees, enquanto edita o site oficial de sua filha.

"<<Se ele morreu, eu não vou ganhar minha coleção de enciclopédias! Droga!>>"

Em G'newt, alguns membros da Justiça Jovem e Kozar se posicionam ao redor do corpo de Mangá Khan, que não se move desde que caiu, há alguns minutos.

— Será que ele morreu, gente?

— Sei não, Superboy, meu traje não é tão poderoso assim.

— Pelo que me lembro, quando a LJI enfrentou esse cara, ele podia tomar a forma de energia e abandonar o próprio corpo.

— Eu falei isso agora há pouco...

— Desculpe não termos dado atenção, Snapper.

— Tudo bem, já acostumei, Mary. Hmpft.

Próximos à pizzaria, Garota-Maravilha, Flechete e Impulso também conversam sobre o inesperado e rápido final da batalha, sem perceber um estranho fenômeno energético que se aproxima dos três.

— E o insetão resolveu parar de lutar depois que o Khan desmaiou...

— Se a gente tivesse um telepata, talvez pudéssemos nos comunicar com esse monstro. Devíamos arrumar um mutante pra equipe.

— Excelente idéia, Cassie! Você é muito inteligente para alguém tão forte.

— Hã... Obrigada, Bart. Acho.

— Hmmm...

— Que foi, Flechete?

— Nada, Cassie. Só resmungando...

— Melhor a gente se juntar ao resto do povaaarghh!

A estranha forma de energia envolve Cassie, fazendo-a desmaiar depois de um espasmo. Impulso se desespera e abraça a amiga caída no chão, tentando reanimá-la. Flechete se coloca em posição de ataque, mesmo sabendo que suas armas deverão ser inúteis contra o ser que derrubou a colega de equipe. Parte do grupo corre para enfrentar o inimigo, enquanto Superboy e Mary Marvel se preparam para uma nova investida de Kozar.

— <<Kozar, deixe que eu cuido deles. Sua ajuda já me foi útil o bastante para me localizar nesse planetinha!>> Vocês da Justiça Jovem, me entreguem a estátua de G'Nort para eu vender, ou destruirei cada um de vocês!

— Pessoal, esse ser de energia é o Lorde Mangá! Tomem cuidado!

— Ele que vai ter que tomar cuidado é comigo! — grita Impulso, furioso pelo vilão ter atacado logo Cassie. — Por que atacou ela? Por que não derrubou a Flechete?

— Eeeeeei!

— Esperem! Eu tenho algo para falar!

— Você tá doido, Mike?

— Calma, Ted. Aguarde e confie. Ei, Lorde Mangá Khan! Essa estátua não tem nenhum valor! G'nort não salvou a Terra de Parallax!

— Hein? Como ousa mentir para Lorde Mangá Khan?

— É verdade, senhor Mangá! Posso contar tudo.

— Mike, não!

Todos os cachorros se apavoram quando ouvem o Gladiador Dourado. Antes que Mangá Khan possa refutar qualquer palavra, o herói se apressa em contar a verdadeira história por trás da Noite Final, decepcionando todos os moradores de Moitasseca, Khan e o próprio Kozar.

— ...e foi isso que aconteceu.

— Bah! Quer dizer que essa estátua não vale nada? Essa empreitada de Krypton só me deu prejuízos! Não se preocupem, desisti desse negócio! Tudo que envolve a Terra dá azar! Adeus! <<Kozar, depois eu envio suas enciclopédias, com 50% de desconto.>>

— <<Merda! Era pra ser de graça.>>

Em segundos, a energia de Mangá se dispersa e ele desaparece, deixando a Justiça Jovem frente a frente com 10.000 cachorros furiosos e decepcionados. Temerosa quanto as conseqüências das verdades contadas pelo Gladiador, Mary Marvel se coloca à frente do grupo e toma a palavra.

— Que é isso, gente? É claro que essa história do Gladiador era apenas uma mentira para enganar o malvado Khan, pessoal! G'nort nos salvou mais uma vez! Viva G'nort! G'nort forever!

— Viva!


Todos os cães celebram a vitória sobre Khan noite adentro. Próximo à estátua de G'nort, a equipe de jovens heróis se reúne com Snapper Carr, para finalmente retornar à Terra.

— Meus poderes estão recarregados novamente. Prontos para voltar?

— Claro!

— Então... Adeus, povo de G'newt! Adeus, Kozar! Adeus, até a pro...

SNAP!

O Tatuado não suporta mais tanto sofrimento. A cada duas horas, o homenzinho retorna ao quarto escuro e procede da mesma forma. Abel está vendado e amarrado, por isso não sabe o que o estranho cientista enfia em seu corpo, mas sabe que a dor é terrível. Mais uma vez, o louco aparece, sorri e repete a operação. O Tatuado só pode gritar.

— Aaaarrrrrrrrrghhhh! Meu ouvido! O Horror! O Horror! Nãããããããooooooooooooo!

:: Notas do Autor

* Traduzido do... hã...
** Não confundir com Fernando Lopes.



 
[ topo ]
 
Todos os nomes, conceitos e personagens são © e ® de seus proprietários. Todo o resto é propriedade hyperfan.