hyperfan  
 

Justiça Jovem # 14

Por Josa Jr.

O Reino do Agora
Parte II: A Flecha do Cupido

:: Sobre o Autor

:: Edição Anterior
:: Próxima Edição
:: Voltar a Justiça Jovem
::
Outros Títulos

Gotham City

Em frente a um dos inúmeros teleportadores da Liga da Justiça, o jovem Robin aguarda ansiosamente a visita da colega de equipe Flechete. Devidamente escondida por Batman nos arredores da cidade, a máquina de teletransporte era utilizada pela Caçadora, quando esta era membro da LJA. Assim que a heroína deixou o grupo (*), Tim Drake passou a usar o teleportador, pois não seria agradável se algum dia Impulso desse de cara com o homem-morcego no meio da Batcaverna.

Enquanto espera a amiga, o menino-prodígio não consegue parar de pensar na visita da Liga da Justiça Jovem, a versão futura de sua equipe. Se os visitantes estiverem falando a verdade, então Robin se casará com a jovem arqueira algum dia. No entanto, Tim Drake tem quase certeza de que os membros da LJJ não passam de uma farsa — e é sobre isso que ele gostaria de falar com Flechete. Ainda assim, as possibilidades não deixam de atormentá-lo.

"Que idéia ridícula, Tim! Ela é bonita e inteligente, mas também é rebelde, instável e brigona. Imagine se um dia der um ataque de ciúmes, vou acabar com uma flecha no meio do... argh, melhor nem pensar! Mas se Bruce confia nela, é muito provável que Flechete não seja uma má pessoa. Diabos, Tim! Pára de pensar nisso! Ela detestou a idéia tanto quanto você. Quer dizer, do jeito que penso nisso, parece que EU detestei? Concentre-se na Salteadora. Steph, Steph, Steph, Steph..."

— Ei, acorda, prodígio! Eu já cheguei! E se eu fosse o Coringa, você ia se dar mal, desatento desse jeito!

— Oi, Flechete. Tudo bem? — "Cissie, Cissie, Cissie... Droga!" — Tava pensando... no caso. Acho que suas suspeitas estavam corretas.

— Tem certeza? — A garota sorri, por ver suas deduções quase confirmadas. — Como você descobriu?

— Entrei em contato com os diretores de um monte de presídios para meta-humanos: Gruta, Lápide e outros. E ele não está em nenhum deles. Vou falar com o Caçador de Marte, pra ver se conseguimos captar a mente dele ou dos membros da LJJ.

— Então vamos pra Caverna! Rápido! — Com a ordem de Flechete, Robin acena positivamente com a cabeça e entra no teleportador. Empolgada pela descoberta, Flechete nem espera que o parceiro de Batman configure o aparelho e também entra na cabine, prensando-o contra a parede de vidro. — Não vou esperar você ir primeiro, não!

— Eu só... ia... configurar... Hã... Você está na frente dos botões. — O menino-prodígio se esforça para digitar os códigos do teleportador, sem que a proximidade inesperada e os cabelos loiros de Cissie tirem sua concentração. — Só mais um pouco...

— Ei, o que você está fazendo? Tá me cheirando?

— Claro que não! Estou cheirando... hã... o teleportador.

Com um raio de luz, os dois jovens desaparecem instantaneamente.

Em Fawcett City, Mary Marvel e Capitão Marvel Jr., em suas identidades civis, conversam em uma lanchonete. A jovem Mary Broomfield ainda não aceita que o parceiro Freddy Freeman queira ingressar na Justiça Jovem para, nas palavras do próprio, "pegar uma das meninas".

— Freddy, isso é vulgar. Você tinha melhorado tanto, e depois daquela visita à Caverna (**) da JJ entrou nessa de Don Juan de novo.

— Não enche o saco! Você vai me convidar para a Justiça Jovem ou vai ficar com ciúmes?

— Olha, Freddy, eu... — O celular da garota começa a tocar, interrompendo a resposta ao malcriado Marvel Jr. — Parece que é da rádio, devem estar procurando o Billy. Alô? Oi, Billy. O quê? Vou ver o que podemos fazer. Tchau!

— O que o Billy queria?

— Acabou de chegar a notícia na rádio que ele fugiu da cadeia.

Ele? Então é melhor chamarmos a JJ de novo! — Freddy mostra-se empolgado — Vamos até a Caverna!

— Você é um aproveitador, Freddy Freeman...

Na Caverna da Justiça, Robin e Flechete esperavam não ter qualquer problema para se comunicar com o Caçador de Marte. Para a surpresa dos dois, Superboy, Garota-Maravilha e Impulso já estavam no quartel-general da JJ, aguardando a chegada do menino-prodígio e da arqueira. Furiosos, os três avançam sobre a dupla de colegas.

— Então, vocês vão se explicar ou não? — Superboy segura Robin pela capa, enquanto Impulso e Garota-Maravilha tentam conter Flechete. — Nos atacam e fogem como covardes! Suas marionetes do Sr. Cérebro, nós iremos... argh! — Kon-El interrompe a frase quando Robin enfia dois dedos em seus olhos. Instintivamente, o garoto de aço solta o menino-prodígio.

— Do que estão falando? Eu estava em Gotham desde a última reunião! — Fala Robin, enquanto prepara o próximo ataque em seu cinto de utilidades.

Tim Drake confunde ainda mais o ambiente com uma bomba de fumaça. Antes que Impulso possa encontrá-lo, é derrubado por um soco no estômago. Com Bart Allen caído, resta apenas a Garota-Maravilha. Como o jovem velocista segurava um dos braços de Flechete, a arqueira fica livre para tirar uma flecha luminosa de sua bolsa.

— Marionetes do Sr. Cérebro são vocês! — Cissie bate a ponta da seta no rosto invulnerável da Garota-Maravilha e um flash luminoso se espalha por toda a sala, cegando a maioria dos membros da Justiça Jovem.

— Ótimo, Cissie! — Grita Robin, também cego pela luz. — Agora atinja as lâmpadas da caverna, assim eu terei vantagem sobre eles quando minha visão retornar.

— Hã... isso vai ser um problema, prodígio!

— Por quê?

— Esqueci de fechar os olhos na hora da explosão!

"Bom, pelo menos isso deve tirar 'inteligente' da lista de prós dela." — Pensa Tim.

Por estar caído no chão, ainda sofrendo as conseqüências do soco de Robin, Impulso estava com os olhos fechados no momento em que o raio de luz foi disparado. Ao notar a confusão causada pela flecha de Cissie, o velocista levanta-se e corre na direção do menino-prodígio, que tenta se arrastar para baixo da mesa de reuniões. Impulso segura os cabelos de Robin e prepara-se para derrotar o colega de equipe.

— Agoravocêsvãoaprenderquenãosedeveunir-seaosvilõesemuitomenosatacarosamigos!

— Parem! — Mary Marvel chega voando na Caverna, assustada com a cena que vê. Atrás dela, Capitão Marvel Jr. também se surpreende com a batalha. — Vocês enlouqueceram?

— Se eu estivesse na equipe, isso nunca teria acontecido...

— Calaboca, Júnior. — Mary repreende o amigo. — O que está acontecendo, gente?

— Não seja cínica! — Mesmo sem enxergar, Garota-Maravilha tenta acusar a colega. — Você me atacou hoje cedo (***), pediu para que eu me unisse ao Sr. Cérebro e, depois de apanhar um pouco, fugiu com a capinha entre as pernas!

— E que pernas!

— Calaboca, Superboy. — Mary repreende mais um colega. — Pra começar, Cassie, você está apontando para os banheiros, não para mim. E pra terminar, eu não vejo vocês desde o caso com o Doutor Silvana. Aliás, nós temos que falar sobre...

— Não minta para mim, garota! — Cassandra não deixa que a amiga complete seu raciocínio.

— É verdade, Cassie. — Capitão Marvel Jr. intervém. — Ela esteve comigo o tempo todo.

— Júnior? É você? — Ao ouvir uma voz importante para si, Garota-Maravilha se controla. — Então, o que está acontecendo?

— Acho que isso é óbvio, Cassie. — Robin se levanta e caminha na direção dos Marvels. Sua visão começa a voltar, afinal. — Alguém está tentando nos colocar uns contra os outros. Ainda não sei como ele está conseguindo fazer isso, mas acho que...

— Ei, que barulho estranho é esse? — Subitamente, um zunido familiar aos membros da JJ toma a sala de reuniões. Superboy tenta encontrar a origem do barulho. — Acho que já ouvi isso antes.

— Eu sei o que é! Todos fechem os olhos! — Robin grita. — E isso inclui você também, Flechete!

— Ei! Ora, seu... — Flechete se ofende com o comentário, mas fecha os olhos mesmo assim.

O portal que trouxe a Liga da Justiça Jovem ao presente reaparece. Por trás de sua luz ofuscante, os heróis da Justiça Jovem podem ver dois vultos em pé, mas existem outras pessoas no tubo. Assim que o mecanismo de viagem no tempo dispara seu brilho mais forte, os jovens heróis têm uma terrível e angustiante surpresa.

— Como vão nossos antigos colegas, Mary? — Uma versão mais velha do Capitão Marvel Jr. carrega em seus braços o corpo de Canário Negro, a versão futura de Robin. Ao redor dele, cadáveres de Flash, Arqueira Verde, Super e Princesa-Maravilha aumentam o horror da cena. — Ainda céticos quanto ao seu futuro apocalíptico?

— Acho que não gostaram dessa surpresinha, Júnior. — A contraparte futura de Mary segura a cabeça do Capitão Marvel em uma das mãos. A vilã sorri e investe contra a Justiça Jovem. — Não tentem deter o avanço do Sr. Cérebro!


A seguir: A verdade sobre a LJJ, a JJ, os Marvels, o Sr. Cérebro e toda essa confusão de realidades alternativas!

:: Notas do Autor

(*) Em Liga da Justiça # 13.

(**) Em Justiça Jovem # 12.

(***) Na edição anterior.



 
[ topo ]
 
Todos os nomes, conceitos e personagens são © e ® de seus proprietários. Todo o resto é propriedade hyperfan.