hyperfan  
 

Liga da Justiça # 20

Por Robson Costa

Visita ao Museu

:: Sobre o Autor

:: Edição Anterior
:: Próxima Edição
:: Voltar a Liga da Justiça
:: Outros Títulos

Mulher-Maravilha observa distraída os pequenos peixes de um aquário que ornamenta a entrada do salão. Ali está sendo realizada uma exposição sobre a mulher grega e os organizadores conseguiram, por intermédio da heroína, alguns artefatos de Themyscira. A exposição está sendo realizada em Washington e é patrocinada pela ONU e a Liga da Justiça. A princesa Diana continua totalmente entregue às atividades dos peixes e nem percebe a chegada da sua mãe, a rainha Hipólita.

— Diana, minha filha.

— Mãe, desculpe-me! Distraí-me com este aquário...

— Diana, você pode ser a Mulher-Maravilha. Você pode ser a embaixadora de Themyscira no mundo dos homens. Mas, antes de tudo, você é a minha filha e sei muito bem que algo a está afligindo.

— É verdade! É sobre a gerência da comissão da ONU na Liga da Justiça. Companheiros valorosos foram expulsos por motivos torpes. De protetores da Terra, passamos a dor e cabeça dos países membros da ONU. Tentei fazer com que o Super-Homem reagisse, mas nada. Ele está totalmente entregue.

Hipólita abraça carinhosamente sua filha. Ela lembra do dia que os deuses do Olimpo deram vida à boneca de barro que ela havia feito. Beleza, força, velocidade, estes foram os presentes dados pelos olimpianos. Apesar de Themyscira estar escondida do mundo exterior, Hipólita acompanha todas suas aventuras. Neste momento, ela sabe que o que Diana mais precisa é do carinho e conforto que apenas uma mãe pode dar. Hipólita acaricia sua filha, passando a mão pelos longos cabelos pretos de Diana. Mulher-Maravilha afasta-se um pouco, sorri e agradece o carinho, beijando a sua mãe.

— Diana, você sabe que sou muito preocupada com você. Mas tenho certeza que você e os seus amigos da Liga saberão contornar este momento.

Hipólita beija a cabeça de Diana e parte. Diana levanta-se, enxuga as últimas lágrimas que tentam escorrer por seu rosto, mas agora está animada. Aquela exposição será um grande sucesso. Ao olhar pela janela, ela vê o Pentágono e lembra que o seu colega, o dr. Henry Irons, o Aço, estará demonstrando sua nova invenção hoje para empresas e militares.

"Pelo menos, a comissão acertou em chamar o Aço de volta à equipe."

— Princesa Diana, estava à sua procura. — diz Helen Salk, uma das organizadoras da exposição — Como sua mãe já foi, devido aos compromissos, você irá cortar a fita inaugural.

— Já estava indo para lá, Helen.

As duas mulheres cruzam rapidamente o salão. Diana surpreende-se com o número de pessoas, entre jornalistas, estudiosos, fãs da heroína ou mesmo pessoas comuns interessadas no assunto da exposição.

— Agradeço a presença de todos vocês. Espero que com esta exposição os laços entre o mundo dos homens e Themyscira fortaleçam cada vez mais e, que barreiras de desconfiança e preconceitos caiam por terra. — discursa a Mulher-Maravilha.

A heroína pega a tesoura e corta a fita. Aplausos são ouvidos na seqüência. As pessoas começam a entrar no salão, enquanto os repórteres dirigem-se a Mulher-Maravilha e Helen Salk, disparando uma saraivada de perguntas. De repente, uma explosão é ouvida. A heroína rapidamente se desvencilha dos repórteres e, prontamente, chega ao lugar da exposição. Guias treinados conseguem retirar o público que havia entrado pelas portas laterais. Diana agradece a Zeus pela rapidez e treinamento deles. A fumaça decorrente da explosão começa a baixar e quatro vultos começam a se distinguir.

— Atenção! Todos vocês! O Quarteto Terrível chegou! — diz Mago.

A Mulher-Maravilha já ouviu falar deste grupo de vilões. O líder é o Mago, um gênio científico, que se reúne sempre com outros três vilões, mas cujos planos são sempre detonados pelo Quarteto Fantástico. Diana está intrigada, pois pelo que se lembra, nunca leu notícias envolvendo aquele grupo de vilões e roubos a museus.

— Vocês chegaram e já estão de partida, Mago! — fala a Mulher-Maravilha.

— Ora, ora. Não achava que me defrontaria com a realeza. Mas eu vim preparado, princesa. Quero que conheça a nova formação do Quarteto Terrível: Ardiloso, Mestre dos Espelhos e Duna.

A monstruosa vilã inicia o ataque, disparando um jato de areia contra a justiceira. A Mulher-Maravilha desvia, mas logo o Mago atira os seus discos antigravitacionais, que são rechaçados pelos braceletes da amazona.

— Princesa, olha o passarinho! — diz o Mestre dos Espelhos, chamando a atenção de Diana.

Um laser projetado pelos espelhos especiais do vilão passa raspando pela cabeça da amazona. Ela salta em direção dos vilões, mas Ardiloso dispara com sua arma o seu superadesivo. Diana não consegue desviar e cai imobilizada. Rapidamente, o adesivo endurece, prendendo a princesa amazona. Os vilões se aproximam, rindo.

— Ora, princesa. — diz Mago — Você acha que eu não me prepararia sabendo que vários artefatos themyscirianos estariam nesta exposição? Muito bem, Quarteto. Enquanto a Mulher-Maravilha está, digamos, um pouco presa, vamos à coleta.

Flash percorre velozmente os corredores da base lunar.

— Pessoal, rápido. A Mulher-Maravilha está em apuros.

Logo os membros que estão de plantão chegam na sala do monitor. Capitão Átomo, Super-Homem e Lanterna Verde atendem aos chamados do colega e vêem a luta da amazona contra o Quarteto Terrível. Gyrich chega logo depois.

— Capitão! Acho que esta é uma missão para a nova Liga da Justiça.

— Exatamente! Nós quatro cuidaremos facilmente destes vilões junto com a Mulher-Maravilha. Para o teletransporte.

— Parem já com isso, vilões! — diz, de repente, uma voz que ecoa por todo o salão da exposição.

Mago olha em direção à voz e vê Capitão Átomo. A seu lado, flutuando, Super-Homem e Lanterna Verde. Flash está logo abaixo deles.

— Cuidado, Liga! — avisa a Mulher-Maravilha, enquanto tenta quebrar o adesivo que a imobiliza.

— Ao ataque, Quarteto! — comanda o Mago.

Flash dispara em direção aos vilões, mas sente que não saiu do lugar. Ao olhar para o chão, vê o sorriso sarcástico de Duna.

— Quero ver você correr sem ter um apoio, rapidinho.

Lanterna Verde dispara um raio do seu anel. O Mestre dos Espelhos saca de outro dos seus espelhos especiais e absorve a rajada.

— Mas como?!

— Lanterna, cuidado! — avisa o Capitão Átomo.

Antes que Kyle Rayner perceba, o Mago joga um disco antigravitacional nas suas costas e rapidamente o herói é arremessado para o alto. Capitão Átomo e Super-Homem preparam-se para resgatar o companheiro, mas são pegos. Usando do espelho com a rajada do anel de Kyle, o Mestre dos Espelhos aprisiona o líder da Liga. Super-Homem tenta reagir, mas é surpreendido por uma descarga do adesivo do Ardiloso. O herói kryptoniano cai ao lado da Mulher-Maravilha.

— Super-Homem! Você consegue se livrar desta prisão. — diz a Mulher-Maravilha.

— Diana, eu acho que não. Não estou me sentindo bem. Estou me sentindo fraco...

— Um presente do Quarteto Terrível preparado especialmente para você, Super-Homem: um adesivo especial com uma kryptonita sintética, conseguida pelo Mago. — fala o Ardiloso.

Duna continua impedindo Flash de correr. Pouco a pouco, ela vai se erguendo como um redemoinho de areia e envolve totalmente o velocista. O Mago sorri e disfarçadamente voa para longe da exposição, indo em direção ao Pentágono.

— Dr. Irons, o senhor está de parabéns! — felicita um general quatro estrelas.

— Muito obrigado, general Morgan. A armadura polivalente é com certeza um dos meus melhores projetos. E não conseguiria nada sem o apoio das empresas de Bruce Wayne. Pena que ele não pode estar aqui.

— Pelos vídeos de demonstração, ela possui um grande número de utilidades: exploração em minas, explorações submarinas, viagens espaciais. — enumera um admirado empresário.

— Exatamente. A idéia era elaborar uma armadura que protegesse o seu usuário de ambientes extremamente hostis ao ser humano, mas que ao mesmo tempo fosse leve e maleável o suficiente para não atrapalhar os seus movimentos.

Irons está radiante. A armadura é um sucesso.

"Como Bruce falou." — pensa o cientista. O projeto foi demorado e caro, porém o retorno para a Wayne Enterprises será rápido. Ele vê o representante da empresa fechando alguns negócios, marcando entrevistas e testes com outros. De repente, alguns soldados são jogados para dentro do recinto onde foram realizadas a exibição e a demonstração da armadura. Antes que qualquer um dos presentes possa reagir, Mago adentra a sala.

— Ninguém se mexe. Vim pegar a armadura polivalente e ninguém irá me deter.

— Isto é o que você pensa, vilão! — diz Irons, que avança em direção do líder do Quarteto Terrível.

Mago apenas sorri e um dos seus discos antigravitacionais prende-se às costas do cientista. Irons é erguido no ar e sobe até se chocar com o teto da sala. Os presentes, aproveitando a breve luta, fogem por portas laterais.

— Desculpe-me, colega. Mas acompanhei o projeto da sua armadura e tudo que fiz até agora foi para tê-la. — fala o Mago.

Rapidamente o vilão adapta a armadura polivalente à sua própria. Irons luta desesperadamente para se soltar, mas não adianta: Mago já havia unido as duas armaduras e foge voando. Irons rasga a própria roupa e cai. Caminha em direção ao container onde estava a armadura roubada. Pressionando um botão oculto, surge em um fundo falso a sua nova armadura do Aço.

— Muito bem, Mago. Vamos ver agora quem é o melhor.

Kyle Rayner cria uma pinça com o seu anel e, assim, retira o disco do Mago que estava em suas costas.

"Agimos como principiantes. Talvez aquela reestruturação nos abalou mais do que nós achamos." — pensa o Lanterna Verde. Rapidamente, Kyle retorna para a exposição. O disco o havia jogado muito longe e muito alto com muita velocidade e agora tinha que se orientar.

Enquanto isso, os vilões riem com as tentativas frustradas dos heróis.

— Desista, Capitão Átomo. Criei este espelho especialmente para conter a energia do anel do Lanterna Verde. — explica o Mestre dos Espelhos — E, como ele, posso controlar como eu quiser.

A prisão esmeralda então começa a diminuir. Capitão Átomo tenta desesperadamente se soltar, disparando rajadas de energia, mas sem sucesso. Mulher-Maravilha tenta se soltar, mas está mais preocupada com o Super-Homem, sendo envenenado pelo adesivo preparado pelo Ardiloso, contendo kryptonita.

— Pessoal! — diz Duna — Acho que eu engoli um rapidinho.

Os vilões riem da piada da colega, mas de repente, a vilã pára de rir. Ardiloso e Mestre dos Espelhos também se calam.

— O que está havendo, Duna? — pergunta Ardiloso.

— Ela apenas engoliu mais do que podia. — diz uma voz vindo do redemoinho que é o corpo da vilã.

Os vilões se assustam. Wally West começou a rodar em sentido contrário que está Duna. A vilã tenta com todas as suas forças manter a prisão, mas cada vez mais, Flash gira cada vez mais rápido e mais rápido. E, então, de repente, a vilã explode, espalhando-se como uma nuvem de poeira, cobrindo a todos. No meio da explosão, Flash sorri. Mas antes que possa esboçar uma ação, o herói é atingido pelas costas por uma rajada de energia. Ardiloso e Mestre dos Espelhos sorriem: Mago retornou. Eles logo reconhecem a armadura polivalente, unida à armadura do vilão.

— Você conseguiu! — fala Ardiloso.

— É claro que eu conseguiria. Elaborei este plano nos mínimos detalhes e escolhi a dedo os integrantes do meu grupo. Consegui o material que desejavam para as armadilhas para a Liga. Nada podia dar errado.

Mulher-Maravilha junta as suas forças e começa a quebrar o adesivo. Super-Homem não reage, preocupando a princesa amazona.

— Muito bem. Vamos partir. Com a armadura e os projetos dela, venderemos a preços milionários! — diz Mago.

— Como eu disse: é o que você pensa, vilão! — diz Aço.

Mago olha surpreso e reconhece o herói.

— Você acha que a sua armadura fará frente à união de armaduras que estou usando? Não seja patético!

O vilão dispara uma rajada, que é rechaçada por outra. Mago se surpreende. Ele, então, dispara vários discos antigravitacionais. Aço gira o seu martelo e os discos são totalmente destruídos.

— Mago, você deveria saber que já me roubaram uma vez. E me precavi para que nunca mais uma invenção minha causasse mal a inocentes.

Aço pressiona um botão no seu pulso. No mesmo instante, Mago grita de dor. Descargas de energia saem por todas as aberturas da armadura, queimando todos os chips. As partes da armadura polivalente soltam-se aos pedaços. Mago tenta reagir, mas contorce de dor a cada nova explosão de energia. Até que desaba no chão, desacordado. Ardiloso e Mestre dos Espelhos vêem o seu líder no chão e reagem.

Mestre dos Espelhos dispara uma rajada da energia do Lanterna Verde presa em seu espelho especial, mas Aço consegue se desviar. Ardiloso prepara sua pistola de adesivo, mas antes que consiga disparar, Mulher-Maravilha, que acaba de se livrar do adesivo, prende a arma com seu laço e o desarma. Ardiloso tenta fugir, mas antes que dê qualquer passo, é imobilizado por Flash, que prende seus pés com o adesivo do próprio vilão.

Percebendo que tudo está perdido, Mestre dos Espelhos tenta fugir, mas é surpreendido pela presença do Capitão Átomo. O líder da Liga aproveita que o vilão está com a atenção voltada para luta de Aço e Mago. Ele percebe que a prisão está mais fraca e consegue quebrar o construto criado com uma rajada mais concentrada. McCulloch tenta usar novamente do espelho, mas o Capitão Átomo é mais rápido e o destrói com uma rajada. O vilão é derrubado com um direto e cai desacordado ao lado do Mago.

— Aço! Rápido! Aqui! — chama Mulher-Maravilha — Agora juntos!

A princesa amazona une a força dos seus punhos ao martelo do herói de armadura e quebra o adesivo que prende o Super-Homem. Flash recolhe todos os pedaços e rapidamente leva para longe. Clark Kent começa a se recuperar paulatinamente.

— Obrigado, amigos.

Mulher-Maravilha e Aço ajudam ao herói kryptoniano a ficar de pé. Porém, antes que possam reagir, os heróis vêem Duna se transformar em uma onda de areia para encobrí-los. Neste instante, Kyle chega ao salão e antes que a vilã possa concluir o seu ataque, o Lanterna Verde a prende em uma garrafa criada por seu anel.

Os Guardiões, carcereiros do presídio de segurança máxima conhecido por Gruta, recolhem os vilões derrotados. Aço verifica os destroços que sobraram da armadura polivalente.

— De volta à prancheta... — diz, resignado.

Mulher-Maravilha acompanha a prisão dos vilões. Flash e Lanterna Verde já partiram para resolver problemas particulares. A princesa amazona vê então o Capitão Átomo e, tomada de fúria, parte em direção ao líder da Liga.

— Por Hera, Capitão! Que estratégia foi aquela? Vocês quatro foram pegos como amadores e estávamos enfrentando o Quarteto Terrível. Inacreditável: o Quarteto Terrível!

— Princesa, houve algumas falhas, mas eles estavam muito bem preparados.

— Já tivemos nossas desavenças, Capitão. Pelo bem da Liga, estou aceitando esta ingerência da ONU. Mas com missões como esta, qual será o futuro da equipe? Imagine se fosse um vilão realmente perigoso como Darkseid ou Thanos!

— Mulher-Maravilha! Já fui muitas vezes mais líder do que você e sei comandar. Tenho treinamento militar e estudei estratégias. Não me venha ensinar o meu ofício.

— Super-Homem! — chama a princesa amazona — Diga o que você achou da "estratégia" do nosso líder.

Super-Homem olha para os dois colegas e sentencia:

— Diana, não interessa a minha ou a sua opinião. A única opinião que interessa é da comissão da ONU. Eles gostaram do resultado final e hoje, quem manda na Liga, é a ONU.

Deixando os seus colegas perplexos, Super-Homem ganha os céus.




 
[ topo ]
 
Todos os nomes, conceitos e personagens são © e ® de seus proprietários. Todo o resto é propriedade hyperfan.