hyperfan  
 

Liga da Justiça # 42

Por Robson Costa

Batalha pelo Cubo Cósmico
Parte II

:: Sobre o Autor

:: Edição Anterior
:: Próxima Edição
:: Voltar a Liga da Justiça
:: Outros Títulos

Fóton emerge dos escombros em sua forma luminosa. Logo, ela avista Chip e os outros vilões e parte para cima deles.

— Vocês achavam que esta explosão poderia nos deter? — fala Mônica Rambeau — Decididamente, vocês não são páreo para a Liga da Justiça.

— Eu sabia que a explosão seria apenas um incômodo, — fala Chip — mas isso...

O pequeno cientista pressiona um botão e um estrutura metálica surge ao redor da Fóton. Uma rede de energia envolve toda a estrutura. Fóton, ao tentar atravessar a armadilha, é tomada por fortes dores.

— Pode tentar a vontade. Você pode alterar de luz para neutrinos que a minha armadilha se adapta no mesmo instante.

Os vilões gargalham, quando um estrondo vem dos escombros e dali saem Super-Homem, Aço e o Homem-Borracha.

— Basta seguir os planos do Slade — fala Chip, que sai voando, enquanto dispara raios laser na direção de Aço, que parte em seu encalço.

Major Desastre concentra e um tornado engole Super-Homem. Cara de Barro e Homem-Borracha iniciam uma luta, enquanto alteram as formas dos seus corpos. As mãos do vilão transformam-se em maças que são defendidas pelo escudo criado por Eel O'Brian.

Torre da Liga da Justiça, lua

— Oi, Batman — fala Flash, pelo sistema de som da Torre — Só estou te avisando que dois já voltaram da missão em Metrópolis.

Neste instante, Bruce Wayne pára o que estava fazendo. Por que aquela frase do Flash o alarmou?

— Wally, venha aqui no laboratório — ordena o Cavaleiro das Trevas.

— Pronto! — responde Wally West ao seu lado.

— Fique no meu lugar e auxilie Eléktron em qualquer coisa que ele solicitar.

Sem dizer mais nada, Batman sai da sala e dirige-se à sala do teletransportador. Wally West fica sem saber o que fazer, mas Eléktron o tranqüiliza pelo comunicador.

— As coisas estão calmas, Wally. Não se preocupe. Estou vedando as rachaduras do cubo cósmico e logo terminarei por aqui.

Batman segue pelo corredor e passa pela sala onde estão Arqueiro Verde, Caçadora e Anarquia. Ao ver, pela escotilha da porta da sala, o Homem-Morcego passar, Oliver Queen sai e o interpela.

— Morcego! Já estamos esperando pela tal conversa há bastante tempo. Temos o mais que fazer, além de ficar criando poeira e teia de aranha pela boa vontade dos maiorais.

— Agora não, Ollie.

— Agora sim, eu...

Batman pára, olha duramente para o colega de equipe e repete a frase:

— A-GO-RA NÃO! — e segue o seu caminho.

Oliver Queen, por várias vezes, já havia batido de frente com Batman e Super-Homem, mas, desta vez, ele simplesmente se cala e volta para o interior da sala.

— E aí, Arqueiro? Ele falou quando poderemos sair daqui? — pergunta a Caçadora.

Oliver Queen não responde.

Batman chega à sala do teletransportador, mas não encontra ninguém, como não havia encontrado no caminho até ali. Ele observa os sensores e eles indicam corretamente a latitude e a longitude do local do incêndio e a chegada de duas pessoas. De repente, Batman se abaixa rapidamente. Um shuriken passa e crava na parede no local onde estava a cabeça do herói. Palmas são ouvidas.

— Tenho que admitir, Morcego, que poucas pessoas conseguem me surpreender e você é uma delas.

— Slade — é a única coisa que Batman diz, ao mesmo tempo em que se põe de guarda.

— Este é o segundo round daquela nossa briguinha.

O mercenário saca do seu bastão e dispara uma rajada de energia. Bruce Wayne salta antes do raio atingir o local onde estava. Durante o salto, ele lança dois batrangues que são facilmente derrubados em pleno ar pelo Exterminador.

O som da luta chega até a sala onde estão Oliver Queen, Helena Bertinelli e Anarquia. Rapidamente, Queen pega o seu arco e as suas flechas e corre na direção da sala do teletransportador. A Caçadora e Anarquia ficam estáticos por um breve momento, mas logo seguem o Arqueiro Verde pelo corredor. Chegando lá, os três deparam-se com a feroz luta travada por Batman e Exterminador. Wayne apenas diz:

— Armadilha! Protejam o cubo!

— Vão! — ordena Queen, que aciona o teletransportador para Metrópolis.

Caçadora volta correndo pelo corredor. Anarquia fica parado, observando a luta. No laboratório, chegam sons abafados da luta, que chamam a atenção de Wally West.

— O que será que está acontecendo?

— Se você quiser verificar, Wally, pode ir sem problema.

— Ok, Ray.

Flash aciona a redoma que cobre o cubo. Porém, antes que possa sair da sala, Lince pula sobre ele, o arranhando. Wally rodopia e joga a vilã para longe. Mas logo uma vertigem o atinge e ele cai.

— Desta vez, mergulhei as minhas unhas em um veneno especialmente desenvolvido para você, Ligeirinho. Quando mais você usar de sua velocidade, mais rápido o veneno se espalha pelo seu corpo.

A vilã se aproxima de Flash, pronta para aplicar um novo golpe, quando uma seta rasga a manga da sua túnica. Lince olha, irritada, na direção de onde veio a flecha e vê Caçadora mirando a besta nela.

— Não chegue mais perto do Flash, se você não quer levar uma flechada e, desta vez, não vou mirar na sua roupa.

Lince olha com raiva para Helena Bertinelli. De repente, ela dá um salto na direção da justiceira, enquanto solta um grito. Caçadora prepara-se para atirar, mas é retirada do local onde estava pelo Flash, que frustra o ataque da vilã.

— Ela é uma assassina perigosa, Caçadora, e uma excelente lutadora — fala Wally West, explicando o salvamento.

O Corredor Escarlate desmaia no colo de Helena Bertinelli.

— Flash! Acorde!

Lince aproveita e aplica um golpe de karatê na redoma que protegia o cubo, a quebrando. Pequenos cacos da redoma caem sobre Eléktron, que se protege.

— O que está acontecendo aí fora? Flash! Batman!

De repente, o cubo emite um brilho. Ray Palmer é banhado pela luz. Ele sente então o seu corpo se distorcer e transformar em luz, mesclando ao brilho. O minúsculo cientista grita de dor, mas ninguém o ouve. Da mesma forma que começou, o brilho termina. Toda a luz emitida pelo cubo é absorvida pelo artefato. Inclusive Ray Palmer. Lince ignora o brilho emitido pelo cubo cósmico. Pega o artefato e foge, deixando a Caçadora aflita com o estado de Flash.

Metrópolis

Super-Homem já está acostumado a enfrentar tornados e furacões. Ele mantém a calma e começa a rodar na direção contrária. Aos poucos, ele vai aumentando a velocidade até que o tornado se dissipa como uma brisa.

— Você já fez melhor, Major Desastre. — fala Clark Kent.

O vilão não responde. Desde que enviou o tornado contra o Super-Homem, ele se concentra. Neste momento, começa a cair uma chuva leve, que logo se torna uma chuva de granizo.

— Major, desista não será com chuvas que você vai me impedir de prendê-lo e... Ai!

Clark Kent se surpreende. Ele sentiu aquela pedra de granizo. Mas como? Logo o Homem de Aço percebe que não era mais granizo que caía, mas uma chuva de meteoritos de kryptonita. Logo a radiação do mineral do planeta do Super-Homem começa a fazer efeito e Clark Kent cai, tomado por fortes dores.

— O granizo e a chuva só foram subterfúgios. O meu alvo era uma região, um pouco além da nossa atmosfera, que continha pequenas amostras de kryptonita. E agora, Homem de Aço?

Chip e Aço haviam se afastado do local da explosão. Eles tinham mantido uma perseguição de gato e rato no ar durante um bom tempo. Chip pára, enquanto espera John Irons se aproximar.

— Cansou, Chip?— pergunta o justiceiro.

— Eu? Nunca me canso, Aço, principalmente se posso usar minhas surpresas.

O pequeno vilão dispara uma arma sônica que, ao atingir Aço, começa a desmontar a armadura do herói. John Irons pára a perseguição e vai para o solo, enquanto vai perdendo partes da sua vestimenta. Por fim, a armadura se desmonta por completo e Irons cai sobre alguns sacos de lixo.

— Hahaha! Que final patético para um herói patético!

Neste momento, um brilho surge perto do local da explosão e dele sai o Arqueiro Verde. Oliver Queen tem pouco tempo para tomar conhecimento de tudo o que está acontecendo. Ele pega uma das suas flechas e dispara na direção do Cara de Barro. Ao atingir o alvo, a seta começa a soltar nitrogênio líquido, congelando o vilão.

— Homem-Borracha! Ajude o Super-Homem, rápido.

Eel O'Brian estica o seu corpo. Ele envolve Clark Kent com sua mão que assume a forma de um casulo e o leva para longe dos meteoritos. Oliver Queen dispara sua flecha explosiva contra o dispositivo que prende Fóton. Livre, a heroína parte na direção de Chip, que acompanhava tudo de longe.

— Agora, Chip, é entre nós dois! — fala Fóton.

Antes que pudesse fazer uso de uma de suas invenções, Mônica Rambeau o atinge. Ela provoca um curto em todos os seus apetrechos, fazendo inclusive que o seu jato parasse de funcionar. Chip cai em cima dos mesmos sacos de lixo onde estava John Irons.

Major Desastre invoca um terremoto. Aço pega e lança o seu martelo contra o vilão, acertando em suas costas. Ele cai e perde os sentidos. Homem-Borracha assume a forme de um aspirador e recolhe os meteoritos.

— Obrigado, Queen — fala Super-Homem, recuperando-se do ataque do Major Desastre. — O incêndio era uma cilada para nos manter afastados da Torre da Liga.

— É verdade — fala o Arqueiro Verde, — Neste momento, o Morcegão está lutando contra o Exterminador lá.

Torre da Liga da Justiça

Anarquia continua observando a luta de Batman contra o Exterminador, quando Lince chega na sala de teletransporte. Lonnie Machin saca dos seus tasers, mas a mercenária lhe aplica um forte chute, que o joga contra a parede da base e desmaia.

— Slade, já estou com o cubo — avisa Lince para o seu comparsa.

Slade sorri.

— Adeus, Morcego. Continuaremos em uma próxima oportunidade.

O Exterminador pressiona um botão em sua luva, que ativa um dispositivo colocado anteriormente pelos dois vilões no teletransportador. Batman salta na direção de Slade Wilson, mas já é tarde. Exterminador e Lince são teletransportados. Batman corre para o aparelho para segui-los, mas o dispositivo dos vilões explode. Bruce Wayne mal consegue se proteger do impacto da explosão. Com raiva, ele soca o chão.

Algumas horas mais tarde, a Liga se reúne na Torre.

— Flash e o Anarquia estão hospitalizados. Ray Palmer sumiu. E Aço perdeu a sua armadura. — Super-Homem faz o relatório.

— John disse que, apesar da explosão, o teletransportador estará operacional em pouco tempo — fala Fóton. — Porém, o destino da Lince e do Exterminador não foi registrado. Ele encontrou os restos do dispositivo do Chip e já está desenvolvendo defesas para que não ocorra mais este tipo de invasão.

— E quanto aos que foram presos em Metrópolis? — pergunta Batman.

— Eles não falaram nada e alguém já pagou a fiança deles — diz o Arqueiro Verde.

— Tudo foi orquestrado e elaborado. Eles nos fizeram de idiotas! — fala Batman.

Em algum lugar da Terra

— Muito bem, Slade e Jade — fala Gyrich, encontrando com os mercenários em um beco escuro. — O dinheiro já foi depositado nas contas indicadas por vocês. Agora, o cubo, por favor.

— Espere um pouco, agente Gyrich — fala Lince — Acho que o que recebemos foi muito pouco pelo que fizemos e pelo que este cubo vale.

— Não me venha com gracinhas agora, Lince. Você tinha conhecimento do que ia enfrentar e do que ia resgatar. O acertado já foi caro e já está pago.

— É, mas eu mudei de idéia. Há várias organizações que estariam bem interessadas em me pagar bem mais para ter este cubo.

Um grunhido é ouvido atrás dos vilões. Antes que pudesse reagir, Jade recebe um golpe violento que a lança contra a parede do beco. Ela cai desmaiada e solta o cubo cósmico. Uma imensa figura sai das sombras e Slade reconhece como sendo o Andróide Assombroso do Pensador Louco. O sintozóide pega o cubo do chão e, aos poucos, vai alterando a sua forma até assumir a do seu criador.

— Olá, Slade — fala o Pensador Louco — Acho que estamos acertados, não?

— Com certeza, Pensador. Muito bem, Gyrich, foi um prazer fazer negócios com vocês.

Enquanto o mercenário some na escuridão, Pensador admira o artefato recuperado:

— Agora, Gyrich, o plano continua. Sucesso estimado: 82%.


Próxima edição: Batman sai em busca do cubo cósmico. O Pensador Louco coloca o seu plano em prática.


:: Notas do Autor

Agradeço as dicas do Leonardo Araújo e do Igor Apolinário.




 
[ topo ]
 
Todos os nomes, conceitos e personagens são © e ® de seus proprietários. Todo o resto é propriedade hyperfan.