hyperfan  
 

X-Men # 17

Por Eduardo Sales Filho

Imperius X
Parte III

:: Sobre o Autor

:: Edição Anterior
:: Próxima Edição
:: Voltar a X-Men
:: Outros Títulos

Quando Vampira se juntou aos X-Men ela não foi bem aceita, especialmente por Wolverine, que desconfiava das intenções da moça. Para Logan, Vampira era uma vilã incurável e ladra sem consciência, apenas esperando uma oportunidade de trair os seguidores do professor Xavier.

Mas isso foi há muito tempo. Depois de uma aventura no Japão, o mutante canadense passou a ver Vampira de uma maneira diferente e eventualmente eles até se tornaram amigos. Exatamente por isso, ambos jamais imaginaram que precisariam se enfrentar um dia.

— Você não pode fazer isso Logan! Nem mesmo você teria coragem de matar Magnus enquanto ele dorme. — diz Vampira.

— Tu me conhece o bastante pra saber que eu não tenho essas viadagens. Já matei gente melhor que ele e não me arrependi. — responde Wolverine.

— Eu não vou deixar você fazer isso. — Vampira voa rapidamente e fica entre Wolverine e Magneto.

— Tu não devia ter feito isso, guria...

Wolverine dispara um soco em Vampira que rasga suas roupas. Surpresa pelo ataque do seu amigo, a mutante sulista nem tem tempo de reagir antes que Logan a derrube ao chão e aplique um "mata-leão", pressionando o pescoço da amiga para que ela fique sem ar e desmaie.

— Faz um favor pra nós dois, Vampira. Desmaia e me deixa acabar logo com isso.

— Isso... não... vai... acontecer! — Vampira dá um impulso com suas pernas e empurra Wolverine contra a parede.

Logan solta sua amiga e desvia-se do soco que ela aplica em seguida. Usando movimentos de capoeira, Wolverine estica sua perna esquerda e chuta o pé de apoio de Vampira, levando-a ao chão novamente.

— Isso já tá ficando chato.

— Também acho, guria. Fica no chão. Não quero te machucar, mas vou fazer isso se tu me forçar.

— Que balbúrdia é essa?! — Magneto finalmente desperta com o barulho da luta e senta-se na beira da cama, ainda zonzo de sono.

— Tava aqui só contando pra Vampira o grande filho da puta que você é, mas a guria não é uma boa ouvinte.

— Você nunca desiste, não é Logan? Mesmo depois de tanto tempo seguindo os sonhos fracassados de Charles... esperava mais de você. Sempre imaginei que um dia veria a verdade.

— E qualé a verdade, xará?

— Que o sonho de Xavier se tornou um pesadelo. A única forma de obter paz com os humanos é tornando-os servos dos mutantes.

— Conheci gente que pensava assim. Um deles até ficou famoso. Um baixinho que usava um bigode ridículo chamado Hitler, já ouviu falar?

— Nunca entendi essa constante tentativa, dos ditos "heróis", em fazer piadinhas idiotas.

— Tu devia sair um dia desses com o Aranha, vocês iam se odiar, mas seria divertido.

— Chega de conversa, Wolverine. Afinal o que você veio fazer aqui? Me matar?!

— Bingo! — Logan salta por cima de Vampira e avança com as garras em riste para Magneto.

— Patético. — usando seus poderes, Magneto pára Wolverine no ar e o deixa flutuando indefeso no quarto — Quando vai aprender, criatura estúpida, que de todos os X-Men, você é o mais inútil contra mim?

— Argh ... no mesmo dia que tu aprender ... a comer grama pela raiz... grr...

— Magnus, não o machuque, por favor. — intercede Vampira, que até então apenas observava.

— Ele queria me matar e você quer que eu o poupe?!

— Wolverine não ia te matar.

— Argh... ia, sim! — murmura Wolverine, enquanto tenta retomar o controle do seu corpo.

— Não ia, eu sei disso. Assim como sei que você, Erik, não vai matá-lo.

— Você parece muito certa disso, Vampira.

— O homem que me convenceu a seguir seu sonho de uma nação mutante não é um assassino a sangue-frio.

— Está bem. Se isso a deixará feliz, soltarei este anão imundo.

— Imundo é a putaqueopa.... — antes de completar sua frase, Wolverine é atirado pela janela na direção da periferia da cidade.

— Logan! — grita Vampira.

— Relaxe. Ele vai sobreviver. Seu fator de cura serve para essas coisas, afinal de contas.

Magneto sai do quarto e vai ao banheiro tomar um banho. Vampira observa pela janela o local onde seu amigo foi atirado. Uma grande tristeza toma seu coração.

Após libertar Polaris (*), os X-Men atravessam o subsolo da Cidadela — a sede do governo genoshano — deslizando rapidamente numa rampa de gelo criada por Bobby Drake.

— Tempestade, você precisa ver isso.

— Qual o problema, Forge? — pergunta a deusa dos ventos.

— Meus sensores acabam de identificar a assinatura energética de Míssil.

— Onde ele está? — intromete-se Cable.

— No calabouço, ala oeste da Cidadela.

— Devem estar libertando Vampira. — diz Homem de Gelo.

— Vampira não é prisioneira de Magneto. Ela e Magnus são aliados. — esclarece Polaris.

— Tem certeza disso, Lorna? — questiona Tempestade.

— Absoluta. Ouvi alguns guardas até mesmo comentarem que Vampira será a rainha e governará ao lado de Magneto. Não sei o que tá passando na cabeça dela, mas sei que ela não é prisioneira aqui.

— Então o que diabos Míssil está fazendo no calabouço? — pergunta o Homem de Gelo.

— Acabo de fazer contato telepático com Sam. Ele está preso. Bem como o Fera, Anjo e Banshee. Todos estão bem, mas precisam ser resgatados.

— Ele disse onde está Wolverine, Cable?

— Não, mas podemos perguntar pessoalmente. Bobby, leve-nos para a ala oeste.

Dez minutos depois

A porta do calabouço é destruída pelas rajadas de Destrutor. A falta de guardas vigiando as celas preocupa os X-Men, mas eles não ficam muito tempo pensando nisso. Homem de Gelo congela as trancas, Cable arrebenta as grades e Forge retira dos x-men capturados os colares inibidores de poderes, uma herança do governo genoshano anterior. Em cinco minutos eles já estão de saída.

Naquela noite

Os X-Men se reúnem em um armazém abandonado no centro antigo de Baía Hammer, a capital de Genosha. Com a chegada de Colossus, Noturno e Kitty Pryde — depois de realizar sua missão (**) de escoltar os humanos para fora da ilha — é hora de preparar o ataque final.

— X-Men, acabo de falar com Emma. As forças da SHIELD já partiram e os humanos estão em segurança. Polaris foi resgatada e aparentemente Vampira não é prisioneira e sim aliada de Magneto. A fase um de nossa missão já está completa. Agora é hora de atacarmos. Cable, por favor explique o nosso plano.

— Obrigado, Tempestade. Muito bem, esta é a planta baixa da Cidadela. — Cable aciona um pequeno aparelho e todos podem ver o mapa em três dimensões — Nós temos três possíveis pontos de entrada. O mais vulnerável fica ao sul. Faremos três grupos de ataque, cada um com funções diferentes. Dois deles servirão para desviar a atenção dos Acólitos enquanto o terceiro se infiltrará na Cidadela e irá em direção a sala do trono para confrontar Magneto. Forge criou uma arma baseada no colar inibidor de poderes. Com ela podemos deixar Magneto indefeso por tempo o suficiente para que seja nocauteado. A vitória não será fácil, por isso não podemos cometer nenhum erro estratégico. Tempestade vai dividir os grupos de acordo com o nível de poder de cada um. Alguma dúvida?

— Só uma. Cadê o Logan? — pergunta Kitty Pryde.

Não muito longe dali, Wolverine acorda. O gosto de sangue em sua boca denuncia que seu fator de cura não está funcionando. Logan abre os olhos. Percebe o colar inibidor pendurado em seu pescoço e nota que suas mãos e pés estão amarrados à suas costas. Ainda atordoado, ele olha em volta e reconhece o uniforme: os antigos magistrados de Genosha, hoje um grupo terrorista que luta contra Magneto pelo controle do país.

— Olá, aberração. — diz um dos humanos, olhando com desprezo para Wolverine.

— Que porra tá acontecendo aq ... argh! — é interrompido pelo choque da coronha de um rifle contra sua nuca.

— O que está acontecendo?! Nós estamos nos preparando para retomar nosso país e vamos matar todos os mutantes que encontrarmos pelo caminho.

— Merda! Sabia que não devia ter saído da cama hoje... (***)


A seguir: A luta final dos X-Men contra Magneto e o retorno de dois velhos conhecidos.


:: Notas do Autor

(*) Na última edição. voltar ao texto

(**) Acompanhem essa missão na sensacional minissérie X-Factor. voltar ao texto

(***) Descubra como Wolverine vai sair dessa na última parte da fabulosa minissérie Gambit. voltar ao texto


Esta edição faz parte da saga Imperius X! Confira a seqüência de leitura:
:: Prólogos:
X-Men # 14
Gambit # 01
:: Fase 1:
X-Men # 15
Gambit # 02
:: Fase 2:
X-Men # 16
Gambit # 03
X-Factor # 01
:: Fase 3:
X-Men # 17
Gambit # 04
X-Factor # 02
Mística # 01
:: Fase 4:
X-Men # 18
Mística # 02




 
[ topo ]
 
Todos os nomes, conceitos e personagens são © e ® de seus proprietários. Todo o resto é propriedade hyperfan.