hyperfan  
 

Liga da Justiça # 09

Por Fernando Lopes

Quando os Deuses Caminhavam Sobre a Terra

:: Sobre o Autor

:: Edição Anterior
:: Próxima Edição
:: Voltar a Liga da Justiça
::
Outros Títulos

Redação do Planeta Diário, Metrópolis

— Kent, ligação para você na linha dois!


— Quem é?

— Não quis se identificar, só disse que é uma "amiga". Bela voz... Lois sabe que você anda recebendo telefonemas de 'amiguinhas' de voz sexy? Se bem que, atualmente, ela não anda podendo falar muita coisa...

— Armstrong, dá um pulinho lá na esquina. Se me encontrar, avise que estou precisando de mim aqui na redação...

Clark Kent atende ao telefone imaginando quanta babaquice uma cabeça como a de Dirk Armstrong poderia conter sem explodir. Uma voz conhecida o cumprimenta do outro lado da linha.

— Olá, Clark.

— Graças a Deus! Precisava mesmo falar com você! Poderia me ligar no outro número?

— Ah, sim... Claro. Desculpe. Sempre me esqueço. Ligo em dois minutos.

— É o tempo de que preciso.

O repórter prepara-se para sair, mas um grito o detém.

— Kent! Alguma novidade sobre a bagunça em Gateway?

— Estou saindo justamente para checar uma dica sobre isso, Perry.

— Coisa quente?

— Mais quente que isso, só se eu entrevistasse o próprio Zeus.

Clark deixa a redação rapidamente, e segue para a escada de emergência que leva ao terraço. Em segundos, um aparelho semelhante a um celular toca no bolso interno de seu paletó. Ele abre o comunicador da LJA e vê a imagem da Mulher-Maravilha.

— Desculpe-me por ter ligado para a redação, Kal. Esqueci que poderia causar problemas.

— Não se preocupe, Diana. É só uma questão de precaução. Não gosto de usar telefones comuns para tratar de assuntos da Liga. Batman me convenceu de que isso pode ser perigoso.

— Batman é meio... obcecado com essa questão de identidade secreta, não?

— Eu diria que ele é obcecado com tudo. — diz o Super-Homem, com um sorriso — Mas neste caso é compreensível. Lembre-se de que ele não tem superpoderes. A exposição de seu segredo acabaria com sua segurança e, talvez, com sua própria vida.

— Às vezes, me esqueço de que ele não é como nós...

A colocação de Diana deixa o Homem de Aço desconfortável. Apesar de seus poderes e sua origem kryptoniana, ele não vê a si mesmo como alguém diferente dos humanos comuns. Ele sabe — e sempre soube — que o Super-Homem é apenas um disfarce. Clark Kent é o verdadeiro homem. Mas para Diana e outros como ela — como Thor, Aquaman e Namor, por exemplo — os humanos são "os outros". Clark se pergunta se isso algum dia não os colocará em rota de colisão com aqueles que juraram proteger. No incerto reino do amanhã, uma guerra pode abalar para sempre a relação entre humanos e meta-humanos. Perturbado, ele afasta os pensamentos sombrios e tenta se concentrar nos problemas mais imediatos.

— Diana, o que está acontecendo aí, afinal? O que Zeus e os demais estão fazendo aqui? *

— Eu tentei demovê-los dessa idéia, Kal, mas foi impossível. Zeus acredita que este é o momento propício para voltar à Terra. Ele quer restaurar a glória do Olimpo e a crença nos deuses gregos.

— Isso é loucura! Você tem noção da confusão que isso vai causar?

— Eu sei. Mas não há com que se preocupar, ao menos por agora. A situação aqui está sob controle. Tenho fé que Zeus há de perceber o engano que está cometendo em tempo de voltar atrás. Enquanto isso, tentarei manter as coisas calmas, na medida do possível.

— Eu realmente espero que você consiga, Diana. Os deuses antigos já nos causaram problemas antes, e não foi uma vez. Sempre que eles resolvem interferir com os mortais, as coisas acabam saindo de controle. Espero que dessa vez seja diferente. Caso contrário, teremos de intervir.

A Mulher-Maravilha pensa nas palavras do líder da LJA antes de responder, sabendo que ele tem razão.

— Entendo, Kal. Vou tentar minimizar os problemas até que Zeus caia em si. Até mais.

— Adeus, Diana.

Clark vê a imagem da companheira desaparecer da tela e fica pensativo. "Se não servir para nada, pelo menos a volta dos deuses pode amenizar a pressão sobre mim e Lois no caso da 'namorada do Super-Homem'. A coitada tem passado maus bocados... E tudo porque uma equipe do SGT nos flagrou aos beijos no terraço do prédio, comigo de uniforme".** Após alguns segundos, ele faz outra chamada. Vestido num elegante e absurdamente caro terno Armani preto, Bruce Wayne atende no banco traseiro de sua limusine.

— Fale.

— Já soube dos problemas em Gateway?

— Oráculo me informou. Como está a situação?

— Diana me garantiu que as coisas estão sob controle. Ela deu a entender que tudo não passa de um capricho de Zeus. Talvez ele desista dessa bobagem antes de causar muitos estragos.

— Você acredita nisso?

— Na verdade, não. Poderemos contar com você?

— Tenho outras prioridades no momento. Encontrar Vandal Savage encabeça a lista.

— Algum progresso?

— Nada concreto... — o rosto do milionário se contrai numa expressão sombria — O maldito parece ter evaporado.

— Acha que ele vai atacar novamente?

— Talvez não imediatamente. Ele está planejando algo grande... Só nos resta descobrir o que é.

— Por que você acha isso?

— É evidente que o objetivo do ataque à base militar na Rússia tinha por objetivo roubar as ogivas. Os idiotas da "Legião do Mal" foram apenas peões usados para nos distrair ou, com sorte, nos causar algumas baixas.

— Ele quase conseguiu...

— Precisamos saber por que ele queria as ogivas. Quando soubermos o motivo, saberemos onde encontrá-lo.

— E quanto a Zeus e sua turma?

— Problemas divinos estão fora da minha alçada. Deixo essas questões por sua conta.

— Você não é o primeiro a me falar algo do gênero hoje... Não achei graça.

— Quem disse que era piada? Batman desligando.

"Mesmo sem a máscara, ele refere-se a si mesmo como Batman", pensa Kent, irritado. "Será que ele ainda se lembra de quem é Bruce Wayne?"

Greenwich Village, Nova Iorque

O forte cheiro de incenso permeia o ambiente. Levitando acima do solo, o Mago Supremo da Terra medita sobre as imagens que o Globo de Agamotto lhe mostra. Stephen Strange já esteve ao lado de deuses antes, mas a repentina chegada das divindades gregas o pega de surpresa. Quando Wong, seu fiel criado e amigo, entra na sala, encontra seu mestre com um olhar preocupado.

— Algo o perturba, senhor?

— O universo é regido por forças antagônicas além de nossa compreensão, Wong. — o tom do Doutor Estranho é propositadamente formal — Ordem e Caos. Yin e Yang. O próprio Isaac Newton desconhecia a extensão de sua sabedoria quando formulou a teoria da ação e reação. Todas as coisas do universo estão interligadas entre si, ainda que não se dêem conta disso. Fico me perguntando quais as conseqüências dos eventos de hoje na ordem natural das coisas...

— E o senhor teme pelo que pode advir disso?

— Só um tolo não se preocuparia. Um tolo ou um inconseqüente. Que espécie de reação uma ação como essa pode desencadear?

Torre de Vigilância da LJA, Lua

O Caçador de Marte observa atentamente os eventos em Gateway City. Nas últimas horas, ele já assistiu deuses surfando, fontes de vinho surgindo em praças públicas e templos aparecendo do nada ao redor do mundo. Até o momento, os maiores problemas se restringiram a bebedeiras generalizadas, boletins extraordinários em todas as redes de televisão e uns poucos distúrbios localizados. As décadas de vida na Terra, entretanto, ensinaram muita coisa a J'onn J'onzz. Uma delas é de que as coisas sempre tendem a piorar antes de melhorar.

Como que em resposta aos pensamentos pessimistas do marciano, as agências internacionais de notícias começam a relatar as primeiras reações ao que a mídia estava chamando de 'A Volta dos Deuses'. Em Cabul, o exército Taliban destruiu com blindados e foguetes um templo em homenagem a Zeus que surgiu em plena capital afegã. Nos territórios ocupados, judeus e palestinos finalmente encontraram uma causa comum, atacando um templo de Ares. Na Irlanda, católicos radicais protestam contra um templo de Afrodite. De todos os lados, as reações começam a pipocar, variando entre o apoio incondicional e a revolta mais profunda.

— Que loucura, não?

O alienígena desvia sua atenção dos monitores para cumprimentar John Henry Irons, mais conhecido como Aço.

— Olá, John. O que o traz à Torre?

— Checagem de rotina nos sistemas de segurança. Também vim buscar uns componentes para reparar minha armadura. — o engenheiro olha para os monitores — O que você acha disso tudo? ***

— Que vamos ter muito trabalho esta semana...

— Você acha mesmo que são deuses? Quero dizer, deuses de verdade?

— É assim que Diana se refere a eles e é assim que eles se consideram. — pondera o marciano — Mas já vi coisas demais para considerá-los deuses.

— Concordo. Thor, Hércules e Órion também proclamam sua divindade. Mesmo assim, nenhum dos dois sozinho é páreo para Galactus, um Celestial ou principalmente o Espectro. Que, aliás, alega ser a manifestação da própria Ira de Deus. Se for para analisar as coisas levando-se em conta o nível de poder, eu apostaria no chefe do Espectro... O que me lembra: o que Zauriel está achando disso tudo?

Gateway City

Do alto de um telhado, o ex-membro da Hoste Águia da Pax Dei observa a movimentação nas imediações do chamado Novo Olimpo sem ser notado. Acostumado a lidar com os desígnios divinos desde o princípio dos tempos, Zauriel acompanha a egotrip dos chamados deuses gregos com interesse. "É incrível a capacidade dos mortais de deificar aquilo que não entendem", filosofa o anjo consigo mesmo. "No início, quando eram jovens e ignorantes, é natural que encarassem os primeiros meta-humanos como deuses. Mas será que não aprenderam nada depois de tanto tempo?"

Nas ruas abaixo, um drama começa a se desenrolar. Uma multidão furiosa persegue uma mulher, que foge em desespero. Zauriel prepara-se para intervir quando vê sua companheira de equipe, a Mulher-Maravilha, e a Titã Tróia partindo em socorro da vítima. Vendo as duas heroínas tomarem as rédeas da situação, ele percebe a influência mística maligna que emana da multidão em fúria. Uma influência que parece ter origem no Novo Olimpo. "Talvez seja a hora de conversar pessoalmente com alguém".

:: Notas do Autor

* Saiba tudo sobre a volta dos deuses gregos em Mulher-Maravilha # 05

** Leia mais em Super-Homem # 02 e # 03

*** Danificada durante o combate contra os N'Garai, em LJA # 03



 
[ topo ]
 
Todos os nomes, conceitos e personagens são © e ® de seus proprietários. Todo o resto é propriedade hyperfan.